Bloco Principal 1

Prefeito abre formação de 350 cuidadores que vão acompanhar estudantes com deficiência na Rede Municipal

Um projeto pioneiro da Prefeitura de João Pessoa está sendo ampliado. Trata-se do Programa Educador Social Voluntário, que garante acompanhamento individual para crianças com deficiência na Rede Municipal de Ensino, garantindo mais inclusão e igualdade. Nas manhãs desta segunda-feira (8) e terça-feira (9), 350 profissionais aprovados no processo seletivo passam por formação, podendo em breve estar nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI) e nas escolas municipais.

A formação acontece no auditório da Faculdade Uninassau e a abertura foi feita pelo prefeito Cícero Lucena. “Eu vejo o carinho com que os cuidadores tratam as crianças e o quanto isso tem dado tranquilidade e felicidade às famílias. Essa ampliação é muito importante e a minha mensagem a cada novo cuidador é que todo conhecimento técnico é importante, mas que nada substitui o amor e o carinho com essas crianças”, destacou o prefeito de forma emocionada. O vice-prefeito Leo Bezerra também estava presente.

Ao todo, foram aprovados 700 profissionais, obrigatoriamente da área de Saúde, para desenvolver o trabalho. Neste primeiro momento foram convocados 350. Nesta segunda-feira, eles assinaram o termo de adesão ao Programa Educador Social Voluntário e iniciaram capacitação, que é organizada pela Escola de Formação da Secretaria Municipal de Educação.

A função do cuidador é prestar auxílio diretamente aos estudantes que possuam deficiência física, intelectual, visual, transtorno global do desenvolvimento e altas habilidades e superdotação. Eles devem assistir estes estudantes quando comprovada a necessidade quanto aos cuidados básicos de alimentação, higiene, locomoção, recreação e organização das condições do ambiente escolar para realização das atividades orientadas pelo professor em aula regular.

De acordo com a secretária municipal da Educação, América Castro, a ação foca nas crianças que mais precisam de assistência e de um olhar diferenciado. “Vamos fazer um acompanhamento digno trazendo o direito que lhe é posto e que infelizmente não estava sendo garantido.
Com essa parceria de voluntariado de vocês, vamos conseguir atender” declarou.

O profissional deverá ainda acompanhar e prestar auxílio aos estudantes durante as atividades pedagógicas, para que possam realizá-las, e as propostas pelos professores durante as aulas e atividades extraclasse, visando, assim, a efetiva participação pedagógica destes estudantes na unidade de ensino.

  • Texto: Arthur Araújo e Alexandre Quintans
    Edição: Lilian Moraes
    Fotografia: Sérgio Lucena

  • Secretarias

    SEDEC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri