Bloco Principal 3

Emlur encerra programa Amigos da Praia, mas continua trabalho permanente sobre descarte de resíduos

A edição 2024 do programa Amigos da Praia chegou ao fim, neste sábado (10), em Tambaú e Cabo Branco, mas a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) faz um trabalho educativo permanente sobre o correto descarte de resíduos, não só na orla, mas em mercados públicos, escolas e órgãos públicos. Nesta manhã, com o início do Carnaval e as praias lotadas, as equipes do programa partiram do Busto de Tamandaré, orientando os frequentadores sobre o tema e entregaram sacolinhas para o acondicionamento de resíduos, evitando o descarte na areia.

O vendedor Josué do Carmo, do Rio de Janeiro, veio passar os dias em João Pessoa e recebeu a orientação da equipe do programa Amigos da Praia. Para ele, a limpeza é um serviço essencial. “Esse trabalho da Emlur está excelente. João Pessoa é uma cidade muito limpa. Eu sempre venho visitar, há vários anos e ainda virei morar aqui”, contou.

A cabeleireira Daniele Xavier, residente na cidade, opina que a limpeza está melhorando na cidade, não apenas nas praias. “A gente anda por João Pessoa e percebe que a Emlur tá fazendo seu serviço pela cidade toda, está trabalhando”, pontua.

O superintendente da Emlur, Ricardo Veloso, destaca a receptividade da população abordada pelos agentes ambientais e o engajamento de voluntários, na ação. “Desde janeiro, percorremos todas as praias do litoral pessoense com orientações, entregando sacolinhas, para que as pessoas criem esse hábito de acondicionar os resíduos produzidos enquanto estão na praia e depois descartar nos nossos diversos tipos de coletores instalados na orla”, comenta.

Outra parte da equipe de agentes ambientais e de fiscalização da Emlur entregou sacolinhas de câmbio aos motoristas, nos semáforos próximos ao Busto de Tamandaré. “A ideia é evitar a prática do descarte pela janela do veículo, uma infração que polui a cidade. Nosso objetivo é propagar a ideia da proteção ambiental e engajar a população”, frisa Ricardo Veloso.

Baticumlata – Quem participou mais uma vez da ação do programa Amigos da Praia foi o grupo musical Baticumlata. O som da percussão executada a partir de materiais reutilizados, como cilindro de gás de ar condicionado, bombonas de tambores de metais e de plástico, e caixa de papel, atrai quem caminha pela orla. “O Baticumlata também é uma ferramenta de educação ambiental. Nada melhor do que passar essa mensagem por meio da música”, afirma o diretor musical do grupo”, Jairo Gomes.

Os comerciantes e trabalhadores de bares e quiosques da orla também foram orientados. O chefe da Divisão de Fiscalização da Emlur, Geraldo Gean, relata que a abordagem é para que eles disponibilizem coletores aos consumidores, possibilitando o descarte dos resíduos. “Além disso, também incentivamos a separação dos resíduos entre secos e úmidos, possibilitando a coleta seletiva e a reutilização do que é reciclável”, explica.

O programa Amigos da Praia, criado em 2021, conta com o apoio das secretarias de Meio Ambiente (Semam), Turismo (Setur), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Saúde (SMS), Educação (Sedec) e de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP).

Trabalho permanente – Os agentes da Emlur realizam a limpeza na orla de João Pessoa, diariamente. Em todos os turnos, as equipes se dividem nos serviços de catação na faixa de areia e de varrição na calçadinha. Já a coleta de resíduos sólidos é feita cinco vezes ao dia, durante o verão, período em que há maior geração de resíduos.

O trabalho educativo também é feito durante o ano todo. No próximo mês, o Departamento de Educação Ambiental da Emlur retoma as atividades do programa “Coleta Seletiva é arte na escola”. A iniciativa, em parceria com a Sedec, foi lançada no final do ano passado e, em 2024, vai contemplar 18 escolas de tempo integral.

Conforme a coordenadora de Educação Ambiental da Emlur, Carol Estrela, a equipe do setor vai apresentar aos estudantes as formas de separação dos resíduos para que façam a coleta seletiva em suas residências. “Queremos que eles aprendam como descartar os resíduos orgânicos, separando dos materiais secos, que podem ser reaproveitados, como metais, vidro, papel e plástico, contribuindo para o serviço de coleta seletiva da Emlur”.

Para deixar a atividade mais lúdica, a Divisão de Arte e Cultura da Emlur (Diac) também participa da execução do programa, com apresentações do grupo musical Baticumlata e do grupo teatral Arte do Riso, além de exposição de peças de artesanato produzidas com materiais reciclados, como brinquedos, artigos decorativos e utensílios domésticos.

  • Texto: Thadeu Rodrigues
    Edição: Lilian Moraes
    Fotografia: Carlos Nunes

  • Secretarias

    EMLUR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri