Bloco DestaqueBrasil

Temporal no RS: estado soma 39 mortos e Eduardo Leite diz que números ‘ainda podem mudar’

O governo do Rio Grande do Sul confirmou 39 mortes68 pessoas desaparecidas 74 feridos em razão dos temporais até esta sexta-feira (3). Eduardo Leite (PSDB) concede uma entrevista coletiva ao lado do prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo (MDB), e de militares do Exército.

“Esses números podem mudar ainda substancialmente ao longo dos próximos dias, na medida em que a gente consiga acessar as localidades e consiga ter a identificação de outras vidas perdidas”, diz Leite.

Conforme o boletim mais recente da Defesa Civil, 32 mil pessoas estão fora de casa, sendo 8.168 pessoas em abrigos e 24.080 desalojados, na casa de familiares ou amigos.

Ao todo, 265 dos 496 municípios do estado registraram algum tipo de problema, afetando 351.639 pessoas.

Eduardo Leite afirmou que, além de recursos federais, o estado vai destinar verbas para restabelecer as regiões afetadas.

“Tenho confiança que não faltará o apoio dos recursos federais para reconstrução, e dizer também que não faltarão os recursos estaduais. O estado tem restrições financeiras, tem suas dificuldades. Nós vamos tirar dinheiro de qualquer lugar que seja possível para poder estabelecer o atendimento a todas as pessoas”, diz.

A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) estima perdas financeiras de R$ 275,3 milhões nas cidades afetadas pelos temporais.

O governador ainda prometeu auxílio a pessoas em situação de extrema pobreza, com o depósito de R$ 2,5 mil. O programa deve ser destinado a pessoas que estão no Cadastro Único do Bolsa Família.

“Um cartão que elas têm do governo do estado, também onde nós vamos depositar, para cada uma, o valor de R$ 2,5 mil para que elas possam fazer as compras dos itens mais urgentes, necessários”, fala.

Barragens

 

O Rio Grande do Sul tem quatro barragens em situação de emergência. Isso significa que elas apresentam risco de rompimento iminente, segundo o governo do estado.

“Continuamos fazendo uma operação de monitoramento na naquela barragem 14 de Julho, que teve um rompimento parcial. E estamos com o esforço das nossas forças de segurança em levar técnicos da barragem para buscar abrir comportas que diminuam a pressão”, afirma Leite.

Guaíba

Além dos impactos no interior do estado, Porto Alegre está sob alerta. A Sala de Situação do governo do RS estima que o nível do Guaíba esteja entre 4,40 e 4,70 metros. O governador pede que curiosos evitem se deslocar para áreas de risco.

“Eu sei que as pessoas ficam curiosas, querem chegar perto, querem ver, é um fato histórico que está acontecendo. (…) Então a gente pede que as pessoas levem a sério os a alertas que estão emitidos e que se coloquem em segurança”, fala.

As chuvas que atingem o Rio Grande do Sul desde segunda-feira (29) devem perder força a partir de domingo (5), de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet).

G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri