Bloco DestaquePolicial

PF marca depoimento de Bolsonaro em investigação do 8 de Janeiro

PF (Polícia Federal) marcou o depoimento do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para 4ª feira (26.abr.2023) na sede da organização em Brasília. A intimação faz parte do inquérito que investiga os autores intelectuais do 8 de Janeiro.

Dessa forma, a PF cumpre a determinação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes, que na última 6ª feira (14.abr) atendeu o pedido de intimação apresentado pela PGR (Procuradoria Geral da República). Leia a íntegra da decisão (126 KB).

No pedido, a PGR solicita que Bolsonaro seja ouvido por uma conduta em 10 de janeiro, “pela qual o autor teria supostamente incitado a perpetração de crimes contra o Estado de Direito”.

Para o órgão, é justificada “a apuração global dos atos praticados antes e depois” do 8 de Janeiro pelo ex-chefe do Executivo.

Na data, Bolsonaro compartilhou em seu perfil no Facebook um vídeo que diz, sem provas, que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) não foi eleito, mas sim “escolhido por ministros do STF e TSE [Tribunal Superior Eleitoral]”.

A publicação é trecho de uma entrevista de Felipe Gimenez, procurador de Mato Grosso do Sul. Foi postada inicialmente por Maria Leal, que se diz moradora de Vitória da Conquista (BA) e apoiadora de Bolsonaro.

O vídeo foi compartilhado pelo ex-presidente, que tem 15 milhões de seguidores no Facebook, em meio a ânimos exaltados de apoiadores de direita depois de prisões de extremistas envolvidos nos atos.

Essa será a 2ª vez que o ex-presidente vai depor na PF em abril. No início deste mês, Bolsonaro prestou depoimento sobre o recebimento de joias entregues em sua gestão pelo governo da Arábia Saudita.

Poder360

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri