Bloco Principal

Lula deve ter reunião com Lira e Pacheco para melhorar relação com Congresso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se reunirá com os presidentes da Câmara, Arthur Lira (Progressistas), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), nos próximos dias. O objetivo é melhorar a relação do Palácio do Planalto com o Congresso Nacional e tentar impedir a aprovação das chamadas pautas-bomba, tidas pelo governo como ameaças às contas públicas.

Ao mesmo tempo em que tenta impedir as chamadas “pautas-bomba”, o governo avalia políticas de corte de gastos. Umas das propostas defendidas pela equipe econômica é a que regulamenta o teto de gastos do funcionalismo para coibir os supersalários dos servidores públicos.

Depois da reunião de realinhamento com Lula, líderes da base receberam a missão de intensificarem a articulação política entre os parlamentares para que se evitem novas derrotas no Congresso. O primeiro teste será na próxima quarta-feira (24), em votação conjunta de deputados e senadores. O planalto trabalha para barrar a derrubada do veto de R$ 5,6 bilhões em emendas parlamentares.

A estratégia de convencimento do governo está em curso, com a liberação antecipada de emendas já previstas. A prioridade é evitar a aprovação de novas despesas, como a “PEC do Quinquênio”, que cria um aumento de 5% no salário de servidores de carreiras jurídicas, a cada cinco anos, com custo de R$ 42 bilhões por ano.

O governo também quer evitar uma alternativa ao Programa de Auxílio ao Setor de Eventos (Perse), que tem custo estimado em R$ 20 bilhões.

Em rota de colisão com Lira, o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha (PT), negou crise com o Congresso.

“Acho que está superado. Não tem crise. Temos uma prioridade absoluta já na próxima semana. É um projeto importante para consolidar a saúde das contas públicas”, avaliou Padilha.

Na mesma sessão de quarta, a oposição e o centrão pressionarão para impor outra derrota ao governo. Espera-se derrubar o veto da “Lei da Saidinha” e impedir presos de visitarem familiares em datas comemorativas.

“Nós não podemos mais continuar a aceitar que bandidos perigosos deixem os presídios e continuem a praticar crimes durante esse benefício”, pontuou o deputado Alberto Fraga (PL).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri