Bloco Principal 1Brasil

Hospitais do SUS deverão garantir salas exclusivas para mulheres vítimas de violência

Sanção publicada pelo governo federal exige tratamento adequado, apoio psicológico e privacidade às pacientes

O governo federal sancionou, nesta quinta-feira (25), uma lei que garante salas exclusivas para mulheres vítimas de violência em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) e suas redes conveniadas.

Com a lei, se torna obrigatório que todo hospital do SUS ofereça este ambiente para receber mulheres logo após a agressão. Alguns hospitais já dispõem deste cômodo.

O ambiente, que recebe o nome de “Sala Lilás”, deverá ser localizado em áreas com pouco fluxo de pessoas, garantindo um maior conforto, diferente de outros locais comuns dos hospitais.

A sanção ainda exige privacidade à vítima, de forma que apenas pessoas autorizadas possam entrar na sala. Os hospitais devem também garantir apoio psicológico e tratamento humanizado à mulher.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante assinatura do texto, avaliou que a medida ainda precisa ser popularizada.

“As pessoas precisam saber que se elas forem vítimas de violência, elas serão atendidas e acolhidas nos hospitais, e que isso é obrigação do Estado”, disse.

Já Cida Gonçalves, ministra das Mulheres, disse considerar a ação “um passo significativo e extremamente importante” para a proteção das mulheres.

 

CNN Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri