Bloco Principal 1Policial

Homem que matou a própria filha e transportou o corpo em caixa de papelão é executado

Balanço Geral acompanhou o caso de Wellington Silva Rosas, de 39 anos, preso na terça-feira (26) suspeito de matar a própria filha. O corpo de Rayssa Santos, de 18 anos, foi encontrado em um acesso da avenida 23 de Maio, via expressa que liga a zona sul ao centro da capital paulista. O acusado assumiu a autoria do crime e confessou que a motivação seria uma vingança contra a ex-esposa.

Após sua prisão, o Balanço Geral teve acesso a novas imagens que mostraram o suspeito transportando a filha em uma caixa de papelão, antes de desovar o corpo na avenida. A câmera registrou o trajeto que o criminoso fez dentro do prédio. Ele pediu auxílio para um morador de rua, que o ajudou a carregar a caixa, mas, ao ver que se tratava de um cadáver, se assustou, saiu correndo e acionou a polícia.

Na noite desta terça-feira (2), Wellington foi asfixiado e morto dentro do Centro de Detenção Provisória II, em Pinheiros, zona oeste da capital paulista. Segundo o Boletim de Ccorrência, oito detentos, incluindo a vítima, estavam divididos em duas celas e precisaram ser encaminhados para a enfermaria, para pintura e manutenção do espaço.

Durante a troca de turno dos policiais penais, os agentes ouviram gritos vindos da enfermaria e encontraram Wellington caído no chão inconsciente, já sem vida. O responsável pela execução foi Diego Roberto, que estava preso temporariamente no local. O detento confessou o crime e teve sua prisão convertida em preventiva.

R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri