Bloco Principal 3

É possível morrer de catapora (varicela)? Entenda a doença que afetou o brasileiro morto no Chile

 

catapora, também chamada de varicela, é uma doença infecciosa e altamente contagiosa causada pelo vírus varicela-zoster. Ela se manifesta com mais frequência em crianças, geralmente com quadros leves. Em adultos, pode ser grave, com sintomas mais intensos e complicações mais sérias.

A doença foi contraída pelo fisiculturista brasileiro Raphael Casanova, de 38 anos, que morreu no Chile na semana passada. Segundo a família, Casanova pegou catapora no final do ano passado, fez um breve tratamento e os sintomas desapareceram, mas a doença voltou a se manifestar em março.

⚠️ O principal sintoma da catapora são lesões na pele, como se fossem bolhas, acompanhadas de muita coceira. O paciente também pode ter febre baixa, cansaço, dor de cabeça e perda de apetite.

A causa da morte do brasileiro ainda não foi confirmada pelas autoridades chilenas, mas a catapora pode matar. Segundo o infectologista Julio Croda, presidente da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical (SBMT), o risco aumenta com o avançar da idade. 

“É possível sim morrer de catapora, principalmente se você tem uma infecção disseminada”, disse o médico. “Se você tem catapora quando é adulto, o risco de morrer é maior, e esse risco vai aumentando conforme a idade vai avançando”, afirmou.

➡️ As principais complicações da catapora são:

  • Pneumonite: infecção pelo vírus da catapora no pulmão.
  • Encefalite: infecção pelo vírus da catapora no sistema nervoso central.

 

“Essas são as duas principais causas de óbito por catapora, quando existe comprometimento pulmonar muito extensivo ou um comprometimento neurológico importante”, explicou Croda.

A varicela pode ser fatal até em pessoas saudáveis, sem o sistema imunológico comprometido ou com comorbidade. De acordo com a família, o brasileiro que morreu no Chile levava a sério os cuidados com o corpo e participava de competições de fisiculturismo.

Pelo relato de familiares, a doença afetou o rim e causou lesões no cérebro do esportista.

“O comprometimento renal é uma complicação da evolução da doença por lesão no pulmão e no sistema nervoso central ou por uma infecção secundária bacteriana, extensiva ao vírus da catapora”, afirmou o infectologista Julio Croda.

Marcas de catapora na pela de uma criança — Foto: Arquivo/Reprodução / RPC

Marcas de catapora na pela de uma criança — Foto: Arquivo/Reprodução / RPC

⚠️ Pacientes com catapora não podem tomar ácido acetilsalicílico (AAS ou aspirina), sob o risco de desenvolver Síndrome de Reye, uma doença rara que afeta o fígado e o cérebro e pode ser fatal. É mais comum em crianças, após a ingestão de AAS na fase aguda da varicela.

A pessoa só pega catapora uma vez. No entanto, o vírus permanece no corpo a vida toda e pode ser reativado, causando a herpes-zoster, doença popularmente conhecida como ‘cobreiro’. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri