Um vídeo de uma pastora evangélica que diz que filhos que batem ou enfrentam os pais têm que receber “uma mão na cara e uma pisada no pescoço” viralizou nas redes sociais neste fim de semana. A gravação foi feita durante um culto da pastora Adriele da Silva Ota, da Assembleia de Deus em São Paulo, no mês passado. Em entrevista ao UOL ela disse que a frase está descontextualizada e que nunca quis incitar a violência. Adriele é pastora há nove anos na comunidade do Tijuco Preto, região do Itaim Paulista, na zona leste de São Paulo. A imagem que caiu nas redes foi gravada por um fiel que estava no culto, e começa alguns segundos antes de a pastora dizer as frases. Rapidamente, viralizou no Twitter e Facebook. Mas, segundo Adriele, em conversa com o UOL, tudo não passou de um mal-entendido

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 × 2 =