Bloco Principal 1

UFPB adia início do cadastramento de aprovados no SiSU após alteração do cronograma pelo MEC

Em razão da alteração, pelo Ministério da Educação, no cronograma do Sistema de Seleção Unificado (SiSU) 2024, cuja divulgação dos resultados, prevista para a terça-feira (30), aconteceu apenas na noite da quarta-feira (31), a Pró-reitoria de Graduação (PRG) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) publicou um comunicado em que informa o adiamento do cadastramento obrigatório.

De acordo com o comunicado, a PRG lançará, oportunamente, edital retificado com os novos prazos a serem seguidos pelos candidatos selecionados no SiSU, que é a principal forma de acesso ao ensino superior em universidades públicas como a UFPB, que, nesta edição, ofereceu 7.750 vagas em 122 cursos de graduação presenciais, para ingresso nos semestres letivos 2024.1 e 2024.2.

O cadastramento obrigatório é uma etapa que deve ser realizada pelos candidatos antes da efetivação da matrícula nos cursos. O procedimento será o mesmo para todos os cursos e deverá ser feito exclusivamente pela internet, por meio do Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (SIGAA).

Para entrar no SIGAA e realizar o cadastramento, é necessário inserir o código de acesso, encaminhado ao endereço de e-mail registrado pelo estudante no ato da inscrição para participação no SiSU/2024. O envio dos documentos comprobatórios deverá ser feito em arquivo único para cada campo de documentação, somente em formato PDF, obedecendo aos requisitos exigidos pela modalidade de vaga (ampla concorrência ou cotista) para a qual o candidato foi selecionado.

Segundo a coordenadora acadêmica da PRG, professora Adriana Mascarenhas, as mudanças feitas pelo Ministério da Educação (MEC) nesta edição do SiSU, como a inclusão da cota para quilombolas e a redução da renda bruta familiar per capita de 1,5 para até 1 salário-mínimo, trouxeram alterações na listagem de documentos exigidos no cadastramento da UFPB.

“Com a inclusão da cota de quilombola, a declaração, para esses candidatos, é feita por meio de autodeclaração do candidato e também por meio de documento comprobatório de pertencimento ao povo quilombola, que deve ser emitido pela liderança de comunidade reconhecida pela Fundação Cultural Palmares. Já os candidatos de baixa renda devem apresentar o comprovante de inscrição do CadÚnico [Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal] atualizado”, observa a docente.

É de responsabilidade dos candidatos acompanhar, pelo SIGAA e também no site da PRG da UFPB, o resultado da análise documental. Em caso de indeferimento, os candidatos poderão fazer a retificação da documentação. Só será admitida uma única retificação.

Os postulantes às vagas que deixarem de realizar qualquer uma das fases do cadastramento, nos períodos e critérios estabelecidos pelo edital, perderão o direito à vaga.

Lista de Espera

De acordo com o edital de cadastramento, após o término da chamada regular, as vagas eventualmente não ocupadas e/ou oriundas de desistências serão preenchidas mediante chamada de lista de espera, utilizando-se da relação de candidatos que manifestaram interesse em participar da lista. O período para que os estudantes sinalizem este interesse no Portal Único de Acesso ao Ensino Superior começou nesta quarta (31) e termina em 7 de fevereiro.

PBAGORA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri