O paraibano Arthur Cabral, de 23 anos, foi convocado para a vaga do conterrâneo Matheus Cunha, que, lesionado, foi vetado das próximas partidas do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022.

O diagnóstico de Matheus Cunha apontou uma lesão muscular no adutor da coxa esquerda. De acordo com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o atacante do Atlético de Madri, da Espanha, não conseguirá se recuperar a tempo todos confrontos contra Venezuela, Colômbia e Uruguai, marcados para os dias 7, 10 e 14 de outubro, respectivamente .

Com isso, uma vaga ficou aberta para um novo nome fosse escolhido pelo técnico Tite. E aí, no fim da tarde desta sexta-feira, a CBF confirmou que Arthur Cabral, atacante do Basel, da Suíça, vai relatar a vaga deixada pelo artilheiro do último ciclo olímpico e medalhista de ouro em Tóquio.

“Estava em casa e por volta das 21h me ligou um número desconhecido do Rio de Janeiro. Local eu não atendo, mas atendi e era o Juninho (Paulista, coordenador da Seleção Brasileira). Lembro até a parte em que ele apresentou, entrei em choque. Depois não lembro de mais nada ”, disse Arthur, após saber que seria convocado, em entrevista ao site oficial da CBF.

No Basel, Arthur vive o melhor momento de sua carreira. Nessa quinta-feira, por exemplo, o jogador alcançou a marca de gols que tornado principal goleador brasileiro no futebol europeu na última temporada. Tudo isso com menos jogos. Ele tem 20 gols marcados em 16 jogos em 2020/2021 – 20 jogos a menor do que na última jornada – e apresenta uma média de 1,25 por partida.

Em 2019, pela seleção olímpica, Arthur já havia sido convocado para os amistosos da seleção olímpica contra Colômbia e Chile. Agora, agora, principal do Brasil, ele recebe uma grande oportunidade de sua carreira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − 1 =