O período entre setembro e dezembro é a época de floração dos ipês e em algumas partes de João Pessoa onde estas árvores estão presentes, é possível observar que elas estão florescendo quase que ao mesmo tempo. O resultado é um espetáculo de beleza, com a exuberância das flores nos galhos e também com os ‘tapetes’ formados pelas flores que caem ao redor dos troncos.

Segundo o diretor de Controle Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), o engenheiro agrônomo Anderson Fontes, isso se deve a mudança nas ações de manejo arbóreo implementadas na gestão municipal.

Entre as avenidas Duarte da Silveira, Getúlio Vargas e Lagoa, a Divisão de Arborização da Secretaria de Meio Ambiente (Semam) da Prefeitura de João Pessoa tem cadastradas 175 árvores de ipês. Nos parques urbanos, praças, canteiros centrais e calçadas – consideradas áreas públicas – a Semam tem cadastrados 6.500 ipês, entre tons rosa, brancos e amarelos.

O diretor de Controle Ambiental da Semam, detalhou o trabalho feito para que os ipês florescessem no tempo correto. “Graças a implementação de ações de monitoramento, assepsia, manejo arbóreo, entre outras mudanças no trato com as espécies, houve uma reação melhor e resultou na floração este ano de forma uniforme em todos os pontos da cidade”, explicou Fontes.

O ipê é uma árvore nativa do Brasil e pode ser encontrada em todas as regiões. A madeira é considerada de excelente qualidade, de cor castanho-oliva, com veios mais escuros. No período da floração a árvore perde todas as folhas, que dão lugar às flores, amarelas, brancas e em vários tons de rosa. A árvore costuma florir entre setembro e dezembro, mas por causa das mudanças climáticas, essa floração não vinha se dando de maneira uniforme.

Floração dos ipês no Parque da Lagoa (Foto: Kleide Teixeira/Secom-JP)

 

PORTALCORREIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

vinte − seis =