Com a chegada da variante delta, no estado vizinho de Pernambuco, o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, disse,  que é precoce o anúncio de eventos como réveillon e carnaval. Segundo ele, os gestores devem estar atentos a “iminente chegada do vírus na Paraíba”, ao reforçar o grau de maior potência em transmissibilidade dessa mutação.

“Com a chegada de duas variantes Delta, detectadas em Pernambuco, já ocorre a transmissão comunitária naquele estado vizinho e, a Paraíba está em uma situação de menor ocupação de leitos de UIT adulto, a segunda menor ocupação do país. Os meios de prevenção são os mesmos, usar máscara, álcool em gel, lavar as mãos e manter o distanciamento físico”, reforçou.

Mesmo diante de um cenário incerto em relação à pandemia da Covid-19, incluindo o avanço da variante delta do novo coronavírus, diversas prefeituras do Nordeste e o setor de entretenimento já vendem ingressos para festas de nos principais destinos turísticos como: Boipeba, Morro de São Paulo, Itacaré (BA), Carneiros (PE), Pipa, São Miguel do Gostoso (RN) e Maceió. As festas têm programação de até cinco dias e preveem shows de artistas como Anitta, Wesley Safadão, Bell Marques e Barões da Pisadinha.

“Nós achamos que ainda é uma atitude precoce, essa ideia de gestores em promover eventos com aglomerações como o réveillon e carnaval, diante da iminente chegada à Paraíba da variante delta, uma vez que, nós não sabemos como será o comportamento desse vírus quando se propagar aqui. Por isso, esse momento ainda não é de eventos com aglomerações grandes, como expectadores em campos de futebol”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove − oito =