A escolha de um tema que permite tratar da questão dos indígenas no Brasil ganhou elogios de professores, alunos e personalidades. Em tempo de COP 27 e transição de governo, nas redes sociais pessoas de diferentes perfis apontaram que o momento atual é oportuno para debater o legado negativo do governo de Jair Bolsonaro (PL) no assunto.

O tema da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2022 é “Desafios para a valorização de comunidades e povos tradicionais no Brasil”.

A líder indígena Sônia Guajajara, uma das cotadas para ser ministra dos Povos Originários na futura gestão Lula, resumiu em um tuíte a forma como o tema foi recebido entre os indígenas.

“Desde a invasão em 1500 nossos direitos têm sido violados, sobretudo, nos últimos quatro anos onde declaradamente a atual gestão, que já derrotamos nas eleições, executava sua política de extermínio dos povos originários e comunidades tradicionais”, publicou a deputada federal eleita.

 

Sonia Guajajara em foto de 15 de outubro de 2022 — Foto: Reuters/Adriano Machado

Sonia Guajajara em foto de 15 de outubro de 2022 — Foto: Reuters/Adriano Machado

O que são povos e comunidades tradicionais?

Por definição, “povo ou comunidade tradicional” são núcleos que têm nos territórios em que vivem e nos recursos naturais que utilizam a condição de sua existência e de sua identificação como um grupo culturalmente diferenciado.

Entre eles estão indígenas, quilombolas, pescadores artesanais, extrativistas, ribeirinhos, ciganos e pertencentes a comunidades de terreiro, entre outros.

Veja onde estão as mais de 650 mil famílias que se declaram como povo tradicional no país — Foto: Rodrigo Sanches/G1

Tema elogiado e Bolsonaro citado

 

Nas redes sociais, o tema escolhido para redação do Enem foi elogiado e o presidente Jair Bolsonaro foi lembrado por sua política para a área, sobretudo em relação aos indígenas.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze + dezenove =