O Tribunal de Contas da União (TCU) prepara uma nota para desmentir a fala do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que a Corte de contas teria um relatório questionando o número de mortes por Covid-19 em 2020. Segundo Bolsonaro, o documento aponta que os óbitos teriam sido cerca de metade do registrado.

A nota rebatendo a declaração do mandatário está sob alçada do relator no TCU de assuntos relativos à epidemia do novo coronavírus, o ministro Benjamin Zymler. O texto deve ser divulgada ainda nesta segunda-feira (7/6), segundo a assessoria de imprensa do órgão.

Em conversa com apoiadores esta manhã, na saída do Palácio da Alvorada, o presidente da República afirmou:

“Olha, em primeira mão aqui para vocês: não é meu, é do tal do Tribunal de Contas da União, questionando o número de óbitos o ano passado por Covid. E ali, o relatório final não é conclusivo, mas em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid, segundo o Tribunal de Contas da União. Não é meu, não.”

De acordo com a colunista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o relatório citado aponta que os números de óbitos em registros cartoriais mostram que entre 2019 e 2020 o registro total de mortes por doenças no aparelho respiratório aumentou em 157.976 e por doenças cardiovasculares em 175.009.

Esses números indicam que o vírus aumentou o número de óbitos no Brasil provocados também por outras doenças.

No ano passado, o país registrou 194.949 vítimas da doença, número que já foi ultrapassado em 2021. No total, o país contabiliza 473.404 óbitos pela doença desde o início da pandemia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze + quatro =