O prefeito de Cabedelo, Vítor Hugo (DEM), tem o prazo de 21 de janeiro até 10 de fevereiro, para explicar ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), sobre licitação realizada em 2018, para compra de combustível visando o abastecimento da frota prefeitura.

No relatório, a auditoria do TCE aponta supostas irregularidades ou falhas na identificação do objeto licitado, ausência de vantagens para administração municipal, a não discriminação quantitativa do objeto, além de outras informações levantadas durante diligência do TCE na Secretaria de Transportes no dia 28/07/2020.

O TCE também questionou a realização de licitações distintas direcionadas ao mesmo objeto para prefeitura e para o Fundo Municipal de Saúde. A auditoria sugere “a abertura de inspeção especial de contas para avaliação dos danos referentes à completa temporal do contrato tanto do Fundo Municipal de Saúde quanto da prefeitura”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − 10 =