A ex-secretária de Estado da Administração, Livânia Farias e ex-braço direito do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), teve as contas de 2013 rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) em sessão da Corte ocorrida no início deste mês de junho.

No julgamento, foi apontado privilégios injustificados ao Shopping Manaíra, do empresário Roberto Santiago. A Corte constatou ausência de requisitos legais para um contrato de aluguel da Casa da Cidadania no shopping, assim como a falta de justificativa para privilégio de reconhecimento de dívidas referentes ao mesmo.

Além disso, os conselheiros do Tribunal também encontraram irregularidades em um processo licitatório para aquisição de um helicóptero. O edital do pregão exigia um modelo do ano de 2009, mas a Secretaria adquiriu um de 2007 com uma empresa sendo desclassificada por oferecer cotação de modelo do ano 2008.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 + onze =