O número de mortos após o terremoto que atingiu a Indonésia na segunda-feira (21) subiu para 271, informou o governo local nesta nesta quarta-feira (23). Há ainda cerca de 40 desaparecidos e milhares de feridos, além de 7.060 pessoas que tiveram de deixar suas casas por conta do tremor, que atingiu Java e foi sentido também em Jacarta.

O diretor da Agência Nacional de Resgate e Buscas do governo indonésio, Henri Alfiandi, afirmou que a maioria das vítimas eram crianças que estavam na escola no momento do tremor, que ocorreu as 13h no horário local. Alfiandi afirmou ainda que o estado das estradas e de edifícios dificulta muito os trabalhos de buscas.

Autoridades de Cianjur disseram dezenas de prédios foram total ou parcialmente danificados. Houve também muitos feridos por conta das réplicas – em apenas duas horas após o tremor principal, a agência geofísica do país registrou 25 delas.

O tremor de magnitude 5,6, que aconteceu a uma profundidade de 10 km, foi fortemente sentido na área metropolitana de Jacarta, que tem centenas de prédios comerciais. Os arranha-céus da capital balançaram por mais de três minutos, e alguns foram evacuados.

 

Pessoas deixam prédios comerciais depois de sentirem tremores. — Foto: Ajeng Dinar Ulfiana/Reuters

Pessoas deixam prédios comerciais depois de sentirem tremores. — Foto: Ajeng Dinar Ulfiana/Reuters

A Indonésia, um vasto arquipélago de mais de 270 milhões de pessoas, é frequentemente atingida por terremotos, erupções vulcânicas e tsunamis devido à sua localização no “Anel de Fogo”, um arco de vulcões e falhas geológicas na Bacia do Pacífico.

G1

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 − 4 =