Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Propriedade de um judeu praticante, o SBT é a única emissora de TV aberta realmente laica do país. Silvio Santos vem se mantendo firme e obediente ao shaba, independente das propostas que recebe.

As demais emissoras, incluindo Globo e TV Cultura, exibem algum tipo de programação religiosa e proselitista.

Nestes dois canais, há exibições da Santa Missa do Padre Marcelo Rossi ou a Missa de Aparecida. Trata-se de um espaço cedido gratuitamente (e questionavelmente) à Igreja Católica por essas emissoras.

Fica estranho, no caso da estatal Cultura, esse tipo de programação. A emissora é uma concessão pública, quando deveria se mostrar isenta e laica com esse assunto.

Já a BandRecordGazeta e RedeTV! vendem há décadas fartos períodos de suas grades para igrejas evangélicas das mais variadas denominações. Os valores variam e estão na faixa entre R$ 15 milhões (Gazeta) a R$ 550 milhões anuais (Record).

Teve diretor no SBT que considerou ser a hora da emissora  “entrar neste jogo”.

Afinal, seriam R$ 300 milhões líquidos para os cofres vindos de uma igreja, sem gerar custos internos.

Igreja Universal gostaria de comprar a faixa das 2h as 6h no canal de Silvio Santos.

Judeu, o empresário segue optando em manter sua emissora longe de todas as religiões.

A única “religião” que o Silvio segue é a política. Isso ele não abre mão.

Fonte: Aqui tem fofoca

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × dois =