Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Com a promessa de elevar os índices de audiência da RedeTV!, Sikêra Jr. tem preocupado a direção da emissora. Isso porque, além de perder metade do público em um intervalo de um ano, o apresentador segue fazendo com que a emissora coma poeira das concorrentes e figure no fim do ranking da Grande São Paulo. Por outro lado, programas policiais da Record TV e Band estão cada vez mais consolidados.

Nesta terça-feira (4), o canal viu sua audiência afundar após o dono do maior salário da casa registrar desempenho preocupante. em disputa contra “Malhação Sonho”, “Cidade Alerta”, “Amanhã é Para Sempre”, “Brasil Urgente”, “The Next Step: Academia de Dança” e “Gazeta Esportiva”, o “Alerta Nacional” ficou em sétimo lugar e registrou menos de um ponto na principal para para o mercado publicitário.

De acordo com dados prévios da Kantar Ibope Média, obtidos e divulgados pelo site Bastidores da TV, o programa de Sikêra Jr. anotou apenas 0,8 ponto às 18h20 (horário de Brasília). O número é inferior aos de emissoras como TV Gazeta e TV Cultura. A primeira obteve 1,2, quanto a segunda anotou 1,3. Número que fez a RedeTV! ficar distante do quinto lugar estipulado por sua alta cúpula.

Entre as primeiras colocadas, a Band superou o SBT e anotou 5,7 a 5,5 pontos. A Globo liderou na faixa, com 16,2 e a Record TV registrou 7,5 a vice-liderança. Os números são prévios e correspondem ao real time, que é a audiência medida a cada minuto. Os números consolidados serão divulgados nesta quarta-feira (5) e cada ponto equivale a 76.577 domicílios na grande metrópole.

Em junho, Sikêra polemizou no “Alerta Nacional” ao chamar gays de “raça desgraçada”. O apresentador comentou comercial de uma rede de fast-food que mostrou crianças falando sobre pessoas e relacionamento LGBTQIA+ e se revoltou ao disparar palavras preconceituosas. À época, o público iniciou uma campanha com o objetivo de alertar empresas patrocinadoras sobre a conduta do apresentador da RedeTV!.

O EM OFF noticiou com exclusividade que mais de 200 empresas, incluindo a operadora TIM e a rede de saúde Hapvida encerraram contrato com a TV A Crítica, responsável por produzir o policialesco do comunicador para ser retransmitido pela RedeTV!, após as declrações homofóbicas.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 1 =