O cantor Sérgio Reis está deprimido e passando mal com uma crise de diabetes depois da repercussão de um áudio polêmico, segundo a coluna “Mônica Bergamo”. do jornal “Folha de S. Paulo”. Na conversa, ele afirmou que caminhoneiros, financiados por produtores de soja, parariam o país em setembro até que o Senado afastasse os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) de seus cargos.

“Ele está muito triste e depressivo porque foi mal interpretado. Ele quer apenas ajudar a população. Está magoado demais”, disse a mulher de Reis, Angela Bavini, à publicação.

“O Sérgio foi induzido por pessoas que dizem estar em um movimento tranquilo. No fim, todo mundo vaza [desaparece], e sobra para ele, que é uma celebridade”, emendou ela. “Ele é querido e amado pelo Brasil inteiro, de direita, de esquerda”, afirmou.

A péssima repercussão do áudio estaria fazendo com que ele “caísse na real” sobre o resultado de participar diretamente de movimentos como o do 7 de setembro. “Ele falou no impulso, mas estava conversando com um amigo”, afirma Angela, que disse que o artista se recolheu para descansar e, por orientação médica, não dará mais entrevistas nem falará com amigos, para evitar maiores aborrecimentos.

“A diabetes dele subiu que é uma barbaridade”, diz ela, creditando a situação ao estresse. “Às vezes, ele não tem noção do nome dele, do tamanho dele”, segue.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × dois =