A Secretaria de Estado da Saúde informou ao ClickPB que a Paraíba não tem nenhum caso de reinfecção por Covid-19 confirmado. Até mesmo o caso do padre Roberto Coura é questionado pela SES, a qual emitiu nota técnica orientando sobre a notificação dos casos suspeitos de reinfecção pelo novo coronavírus.

Conforme apurou o ClickPB, a nota técnica da Secretaria de Estado da Saúde considera que, para confirmação de reinfecção, deve-se considerar a análise das amostras do paciente nos dois episódios de suposto contágio pelo novo coronavírus.

“Em posse das duas amostras, o LACEN será responsável por reavaliá-las. Caso as duas amostras sejam confirmadas positivas para COVID-19 por RT-PCR novamente, esse encaminhará estas amostras ao laboratório de referência para ser realizado o sequenciamento do genoma viral e análise comparativa dos mesmos para que se possa determinar se houve uma reinfecção ou a reativação da doença”, explica a SES na nota técnica.

A Secretaria citou o caso de reinfecção confirmado na China para mostrar que as confirmações dependem, justamente, desse sequenciamento do genoma das duas amostras virais e da comparação entre elas.

No caso do padre Roberto Coura, ele informou em entrevista ao ClickPB que a equipe médica onde foi atendido avaliou a tomografia que apontou danos nos pulmões, sinais de infecção pelo novo coronavírus. A SES declarou que é preciso comparar a amostra viral do primeiro episódio de contágio do sacerdote, ocorrido no mês de maio, com a amostra viral atual, depois de sequenciamento do genoma das duas amostras.

Na nota técnica nº 05, a Secretaria de Estado da Saúde estabelece toda a conduta dos profissionais de serviços de saúde para a notificação de casos suspeitos de reinfecção.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − sete =