O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, endossou as declarações do secretário Geraldo Medeiros sobre a necessidade da continuidade de uso de máscaras como proteção contra a covid-19 e rebateu as teses e gestores que já começam a liberar o seu uso em cidades brasileiras.

De acordo com o secretário para ele é uma irresponsabilidade no momento em que começa a haver uma esperança de controle da pandemia, que medidas como esta sejam tomadas.

“Não se deve pensar em coisas não sérias. Vem um irresponsável desse do Rio de Janeiro com uma graça. É lamentável numa hora dessas onde a agente tá começando a ter um controle da pandemia graças às vacinas e uso das medidas não farmacológicas. A máscara é fundamental. Um irresponsável fala uma bobagem dessas”, lamentou.

Rocha ainda reforçou que o uso do assessório previne não só a covid-19 mas também outros vírus que acabam onerando a saúde pública.

“A máscara não previne só o coronavírus, previve pelo menos contra 18 vírus respiratórios. Previne a febre reumática. E o dinheiro que a gente investe nisso aí, investimos em outras coisas. Esse tipo de graça é eleitoreira ou qualquer tipo de coisa assim. Tenho isso como piada do Brasil. Acho que até deveríamos estabelecer o uso de máscaras nacionalmente por cinco anos, no mínimo”, argumentou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 + 10 =