Bloco Destaque

Saúde chama atenção para o aumento de síndrome gripais em crianças e alerta para vacinação contra influenza

 

Devido à sazonalidade e às mudanças de clima, costuma ocorrer um aumento nos casos de viroses e síndromes respiratórias na população infantil nesta época do ano. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), o Complexo Pediátrico Arlinda Marques, em João Pessoa, é uma das unidades que sofre aumento no volume de atendimentos de síndromes gripais. Como uma das medidas de prevenção e controle destas síndromes, tem início no próximo dia 10 de abril a campanha de vacinação contra influenza em todo o país, prosseguindo até o dia 31 de maio.

De acordo com o coordenador médico da urgência e emergência do Hospital Arlinda Marques, Ariano Brilhante, todos os anos é esperado um aumento nos casos respiratórios na faixa etária pediátrica nesta época do ano, de março a julho, que compreende o período após o carnaval até as festas juninas. “É neste período que aumenta a circulação de diversos vírus que afetam principalmente as vias respiratórias, incluindo gripes, resfriados, bronquiolites e pneumonias. Além disso, pode existir uma superposição de aumento de casos respiratórios com outras doenças, como arboviroses e as gastroenterites que podem provocar diarreia”, explica o pediatra.

Em relação aos sintomas, o médico explica que a febre, apesar de assustar muitos pais, nem sempre é indicativo de que a criança precisa de um atendimento imediato. “Se a criança estiver aparentemente bem, é possível observar em casa e aguardar resolução ou aparecimento de outros sintomas, medicando com remédios para os sintomas, como dores, febres ou secreções que venham a aparecer. Nos casos mais simples, sem queda de estado geral da criança, o atendimento deve ser feito na Unidade Básica de Saúde mais próxima da casa do paciente”, ressalta Ariano.

Para evitar a propagação do vírus da gripe e minimizar casos graves de síndromes respiratórias, a principal medida preventiva é a vacinação “É importantíssimo manter o calendário vacinal atualizado de toda a família, para prevenir doenças virais, pneumonia, meningite, dentre outras. É essencial também realizar o isolamento das crianças, evitando o contato delas com outras pessoas doentes, não levar à escola aquelas que estão com algum sintoma e separar irmãos, caso algum deles esteja acometido”, recomenda o pediatra.

Campanha de Vacinação – A SES promove a campanha de vacinação contra a influenza em todo o estado de 10 de abril até 31 de maio e nela serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas, trabalhadores da saúde, idosos com 60 anos e professores das escolas públicas e privadas, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Pessoas com deficiência permanente, profissionais das forças de segurança e salvamento e das forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade também estão contemplados.

O público-alvo total corresponde a 1.522.325 pessoas. A meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos elegíveis. A campanha será realizada em uma só etapa para os grupos prioritários.

 

PARAÍBA.COM.BR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri