Ministério da Saúde mudou as diretrizes dadas aos estados sobre a aplicação da Coronavac. Agora, a indicação é de que todas as doses distribuídas do imunizante sejam aplicadas, sem a necessidade de reserva da segunda dose.

A orientação sobre o imunizante produzido pelo Instituto Butantan deverá ser atualizada semanalmente, de acordo com a pasta.

Ontem, a Frente Nacional de Prefeitos havia solicitado ao governo federal a mudança nas regras de armazenamento da segunda dose da vacina. Segundo os prefeitos, atualmente já existe um fluxo de produção suficiente para dar segurança para a liberação. A medida, de acordo com a FNP, deve acelerar a vacinação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − 18 =