Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Para quem planeja um ano novo com trabalho novo, um levantamento feito pela PageGroup pode animar, apontando quais são as 39 profissões mais promissoras para 2022. Em algumas posições, o salário pode chegar a até R$ 60 mil por mês.

O estudo revela que a tecnologia irá continuar ditando os rumos do mercado de trabalho neste ano. Destacam-se as posições ligadas à transformação digital, ao comércio eletrônico e à inovação. A pesquisa contempla profissões consideradas de alto escalão, média e alta gerência, níveis técnicos e de apoio à gestão, além de terceiros e temporários.

De acordo com o presidente do PageGroup no Brasil, Gil van Delft, o avanço da vacinação e retorno das atividades econômicas têm oferecido cada vez mais buscas por profissionais do marketing e tecnologia.

“Também vimos uma tendência de contratações de executivos ligados a planejamento financeiro, redução de custos e expansão de novos mercados, além de um maior volume de posições ligadas à diversidade e inclusão”, diz.

O executivo também reforça que sua expectativa é de retomada e crescimento pós-pandemia e que, com isso, a expansão de empresas em negócios online deverá seguir em alta em 2022.

Para fazer o levantamento de cargos mais promissores, o grupo consulta, todos os anos, empresas de todos os portes de 14 setores distintos.

“A partir dessa conversa e do entendimento das reais necessidades de contratação, os consultores consolidam essas informações e produzem a relação final dos cargos com maior possibilidade de demanda das empresas”, explica a PageGroup.

Confira, abaixo, a lista completa de profissões e salários:

Agronegócio

Setor do Agronegócio / Reuters

Desenvolvedor de software – AgroTechs

O que faz: parte integrante do time técnico de desenvolvimento de software, buscando novos produtos e soluções para atender o mercado.

Salário: R$ 7 mil a R$ 15 mil + remuneração variável

Gerente de desenvolvimento de negócios

O que faz: é a conexão entre o campo e a empresa, educando os produtores sobre as plataformas e novas soluções, fechando parcerias para melhoria do desempenho operacional.

Salário: R$ 15 mil a R$ 25 mil + remuneração variável

Digital

Digitalização / Foto: Suksao/Freepik

Coordenador de mídias e performance

O que faz: responsável pela estratégia de mídia online, com foco em performance, conversão e alocação de orçamento para campanhas.

Salário: R$ 8 mil a R$ 12 mil

O que faz: profissional especializado em melhoria de conteúdo e navegação para sites, comércio eletrônico, com o objetivo de melhorar o tráfego orgânico dentro dessas plataformas. Pretende facilitar o acesso dos usuários que buscam por determinado produto ou serviço on-line.

Salário: R$ 7 mil a R$ 10 mil

Analista de Business Intelligence

O que faz: responsável por coletar, organizar, transformar e monitorar os dados de determinado setor, transformando-os em gráficos, relatórios; identificar gargalos em processos e sistemas de forma a aumentar a eficácia do negócio e gerar dados relevantes sobre tendências futuras para tomadas de decisões estratégicas; analisar dados de companhias concorrentes e identificar quais as estratégias que podem ser aplicadas de forma a aperfeiçoar e tornar a companhia mais competitiva.

Salário: R$ 4 mil a R$ 11 mil

Engenharia, Manufatura e Logística

/ Pexels

Gerente de suprimentos

O que faz: a cadeira de suprimentos CAPEX é responsável pela aquisição de equipamentos, materiais e serviços voltados a projetos de investimento, o que em geral, apresentam elevado aporte financeiro.

O profissional possui como principal contato os setores técnico e jurídico. É um profissional mais experiente, analítico, com grande ligação ao corporativo da companhia e forte habilidade em negociação de contratos nacionais e internacionais de alto orçamento.

Salário: R$ 10 mil a R$ 20 mil

Gerente de produção e manutenção

O que faz: responsável pela manutenção e controle da produção da indústria. Engenheiros e técnicos de manutenção elétrica, mecânica, metalúrgica e afins. São responsáveis por assegurar a promoção do foco no cliente e na organização, garantindo que os processos internos da companhia entreguem as saídas pretendidas. Possui foco nos processos de produção, análise e tratamento de não-conformidades por meio da implementação de ações corretivas e preventivas, com o objetivo principal de manter seus processos produtivos em funcionamento.

Salário: R$ 12 mil a R$ 20 mil

Gerente de logística

O que faz: responsável por gerir os processos da cadeia de suprimentos. Ele cuida de toda a circulação de serviços, mercadorias e informações a fim de garantir a máxima eficiência para a empresa, dirigindo, melhorando e coordenando o ciclo completo de pedidos, relacionar-se e negociar com fornecedores, fabricantes, varejistas e consumidores.

Salário: R$ 12 mil a R$ 22 mil

Finanças

Bolsa NY

Product owner (Dono do Produto)

O que faz: responsável por descobrir e coordenar a implementação de novidades de mercado e melhorias para produtos da companhia.

Salário: R$ 10 mil a R$ 20 mil + variável

Head (líder) de crédito & cobrança

O que faz: responsável por garantir bom funcionamento da esteira de crédito e cobrança, assim como gestão de equipes.

Salário: R$ 20 mil e R$ 25 mil + variável

Analista contábil

O que faz: rotina de fechamento contábil, análise de balancetes, balanço, demonstrativo de resultados, índices financeiros, relatórios de entrada e saída, relatórios de contas específicas (como caixa e bancos, ativo imobilizado, fornecedores, etc).

Salário: R$ 7,5 mil a R$ 9 mil

Analista de planejamento financeiro

O que faz: baseia-se em análises e informações do passado (geralmente fornecidos pela contabilidade e controladoria) para projetar o futuro; elaboração de relatórios gerenciais, desenvolvimento de orçamento e previsão, cria cenários para dar suporte à tomada de decisão.

Salário: R$ 8 mil a R$ 9 mil

Jurídico

Jurídico / Pexels

Gerente jurídico

O que faz: esta cadeira é a figura principal do jurídico das organizações, que atua no consultivo interno, e com olhar do que pode ser evitado, com a finalidade da mitigação de riscos e foco no planejamos das questões preventivas.

Salário: R$ 20 mil a R$ 30 mil

PCD (Pessoas com deficiência)

Cadeira de rodas / Atsushi Tomura

Aquisição de Talentos – PCD

O que faz: responsável pela captação estratégica de talentos, atua no processo para encontrar, avaliar e contratar pessoas com potencial para contribuir com a empresa.

Salário: R$ 6 mil a R$ 7,5 mil

Saúde

Vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca/REUTERS/Dinuka Liyanawatte

Diretor de operações hospitalar

O que faz: tem a responsabilidade de gerenciar a unidade hospitalar perante a cadeia operacional: atendimento, nutrição, higienização e limpeza, manutenção hospital, farmácia e suprimentos, além de relacionar-se indiretamente com os setores: faturamento, relacionamento com parceiros, segurança e materiais/OPME.

Deve traçar o planejamento estratégico e metodologias para problemáticas, tentando encontrar o equilíbrio financeiro e produtivo da unidade. Esse profissional, junto às áreas envolvidas, é o ponto principal de viabilidade de expansão de novos serviços e implementação de novos leitos nas diversas complexidades, complementando a volumetria/produção da unidade, bem como a rentabilidade. Garante os fluxos de processos recomendados por órgãos hospitalares e indicadores.

Salário: R$ 30 mil a R$ 45 mil

Diretor comercial – medical devices

O que faz: cuida de toda estrutura de vendas da empresa, e em algumas estruturas essa posição pode abranger marketing também. É a posição que vai olhar para todos os clientes, empacotando e oferecendo soluções adequadas a cada necessidade.

Salário: R$ 30 mil a R$ 45 mil + 4 salários

CEO – Hospitais

O que faz: tem a responsabilidade de garantir que todos os aspectos do desempenho dos hospitais estejam funcionando de maneira eficiente. Ele precisa encontrar um equilíbrio na gestão das operações do dia a dia, relacionados à operação assistencial e jornada do paciente, e ao mesmo tempo, liderar iniciativas de desenvolvimento estratégico, necessárias para o sucesso a longo prazo.

Salário: R$ 40 mil a R$ 60 mil

Médico do trabalho – coordenador

O que faz: o médico coordenador contratado por determinada empresa ou indústria tem a responsabilidade de fazer a gestão da equipe médica e acompanhar o andamento da saúde dos colaboradores por meio de exames ocupacionais e assistenciais, assim como definir ações de melhoria por meio de programas preventivo e/ou corretivos.

Salário: R$ 8 mil a R$ 10 mil para 15 horas semanais

Analista de farmacovigilância

O que faz: realiza estudo de casos adversos de pacientes, acompanha o desempenho dos medicamentos e vacinas, que já estão no mercado e as ações que são realizadas e compartilhada pela vigilância sanitária dos estados, municípios e pela Anvisa.

Salário: R$ 5,3 mil a R$ 7 mil

TI (Tecnologia da Informação)

Hacker / Pixabay
PMO/Gerente de projetos

O que faz: profissionais que atuam em diversos projetos estratégicos das empresas, com possibilidade de atuação em implementação de sistemas e transformação digital. Garante o gerenciamento do projeto, equipes, processos e fornecedores.

Salário: R$ 12 mil a R$ 20 mil

Analista de BI/dados

O que faz: são profissionais que trazem soluções estratégicas para diversas áreas, analisando e estruturando dados e relatórios para auxiliar na tomada de decisões. O perfil de BI possui um foco maior no conhecimento de regras do negócio e conhecimento de mercado. E os profissionais de dados possuem um foco maior na organização, estruturação e padronização das informações nas empresas.

Salário: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil

Analista de testes de software

O que faz: profissionais responsáveis por garantir a qualidade das soluções desenvolvidas e entregues pela empresa. Utilizam ferramentas tecnológicas e linguagem de programação para realizar testes, identificar falhas e melhorias de sistemas.

Salário: R$ 4,5 mil a R$ 12 mil

Desenvolvedor/programador

O que faz: desenvolver novas funcionalidades e atuar na resolução de falhas das aplicações, manutenção de software em um grande sistema ou alguém que desenvolve softwares para uso em computadores/celulares pessoais e coorporativos.

Salário: R$ 4,5 mil a R$ 13 mil

Gerente de Data & Analytics

O que faz: responsável por liderar as equipes que trabalham com engenharia, arquitetura e análise dos dados, gerando ideias e estratégias de negócio baseadas em dados reais. Tem o papel de conduzir as análises de oportunidades e propor sugestões de melhoria e garantindo integridade e disponibilidade de informações para as áreas de negócio.

Salário: R$ 22 mil e R$ 35 mil

Gerente de engenharia de software

O que faz: responsável pelo time de desenvolvimento de software e pelo roteiro de novos produtos. Conduz o time e instiga discussões para elevar o nível de arquitetura e tecnologia. Garante o alto desempenho da entrega do seu time e conformidade com os objetivos do negócio.

Salário: R$ 20 mil a R$ 35 mil

Desenvolvedor FrontEnd

O que faz: responsável pelo desenvolvimento das interfaces de aplicativos móveis ou plataformas web, estilização de telas e testes de experiência do usuário, alinhado às necessidades e estratégias do negócio.

Salário: R$ 13 mil a R$ 17 mil

Desenvolvedor mobile

O que faz: responsável por atuar no desenvolvimento de aplicativos ou sistemas para dispositivos móveis, seja programando de forma nativa ou por meio de outras linguagens.

Salário: de R$ 6 mil a R$ 8 mil para nível júnior

R$ 9 mil a R$ 12 mil para nível pleno

R$ 12 mil a R$ 18 mil para nível sênior

Até R$ 25 mil para especialistas

Comercial e Marketing

/ Andrew Neel/Unsplash
Consultor comercial

O que faz: desenvolvimento de projetos de captação de novos clientes; mapeamento de pesquisa de mercado; definição de metas de produção e vendas; tendências de consumo; contribuir junto às equipes de Marketing e Vendas para a criação de novos produtos e serviços; elaborar relatórios técnicos e analíticos.

Salário: R$ 2,5 mil a R$ 8 mil

Gerente de contas

O que faz: acompanhamento de cliente de forma personalizada para que estejam satisfeitos com sua empresa. Um dos passos fundamentais é estabelecer, desde início, o que cada parte deve entregar. Deve assegurar a eficiência e o desempenho das suas ações, desenhando estratégias comerciais e olhar para indicadores e resultado.

Salário: R$ 3,5 mil a R$ 10 mil

Analista de marketing

O que faz: administra o fluxo de produtos, categorização, cadastros, preços e estoques nos canais; gere fluxo e integração de pedidos e pós-venda; análise de indicadores de desempenho; gera relatórios e cria plano de ação. É responsável pela construção e geração de relatórios diários para acompanhamento das principais métricas do marketplace, além de recomendar ações de correção.

Salário: R$ 3 mil a R$ 9 mil

Analista de marketing digital

O que faz: desenvolvimento de campanhas de mídias sociais e comunicação. Desenvolvimento e direcionamento das campanhas das marcas, com foco em ganhar mais relevância na internet e mensuração de conversões. Profissional trabalha com redes sociais, criação de conteúdo, estratégia de SEO e mensuração de resultados.

Salário: R$ 6 mil a R$12 mil

CMO (Chief Marketing Officer)

O que faz: responsável pela estratégia de Marketing das empresas, o que normalmente inclui desde o posicionamento da marca, a comunicação com o público-alvo até a atração e retenção de oportunidades de negócio.

Salário: R$ 30 mil a R$ 40 mil

Product Marketing Manager

O que faz: promove a divulgação de um produto ou serviço junto ao mercado, mostrando benefícios e o motivo de ser uma solução para alguma necessidade do cliente.

Salário: R$ 15 mil a R$ 30 mil

Recursos Humanos

Carteira de trabalho digital. / Marcelo Camargo/Agência Brasil

Recrutador

O que faz: condução de todas as etapas dos processos de recrutamento e seleção; recrutar e entrevistar candidatos combinando vários métodos (entrevistas estruturadas, pré-avaliação técnica e perguntas de comportamento).

Salário: R$ 3 mil a R$ 12 mil

Analista de remuneração e benefícios

O que faz: planejamento, projeção, desenvolvimento, análise e implementação da estratégia. Análise e interpretação de dados internos e externos para modelar mudanças em vários elementos de recompensa, como salário-base, incentivos de curto prazo, incentivos de longo prazo, saúde e bem-estar. Monitora as mudanças legais e regulatórias para garantir a conformidade.

Salário: R$ 6,5 mil a R$ 12 mil

Gerente de RH Business Partner

O que faz: responsável pela área estratégica de Recursos Humanos, com foco orientado para pessoas, mas também para o negócio. O BP tem como responsabilidade identificar, aprimorar e implementar soluções de RH para garantir a aderência à estratégia, políticas e procedimentos da empresa. Precisa entender e desdobrar as metas de negócios, recomendando novas abordagens para o desempenho e engajamento das pessoas. É ponto central na criação de programas de RH, participando da tomada de decisões entre líderes multifuncionais, fornecendo conhecimento e soluções locais alinhadas à estratégia do negócio.

Salário: R$ 20 mil a R$ 26 mil – com pacote atrativo e bônus de 3 a 4 salários

Gerente de aquisição de talentos

O que faz: responsável por fornecer experiência em aquisição de talentos: desde a marca empregadora, diversidade, banco de talentos e gestão do processo de recrutamento. Construção de relacionamento com mercado foco da companhia. Atuar como embaixador da marca perante o mercado na expectativa de atingir os principais talentos. Construção de relacionamento com os públicos de interesse, atuando também como um parceiro de negócios. Promoção da diversidade por meio do recrutamento.

Salário: R$ 15 mil a R$ 25 mil

Operações

REUTERS/Richa Naidu

Analista de serviço ao cliente

O que faz: relacionamento com o cliente; apoio às necessidades e dúvidas do cliente; contato com o cliente e áreas internas; recebimento de notas, entrada no sistema e cadastro de informações; garantir o bom funcionamento dos sistemas e da operação, pensando sempre na qualidade e satisfação do cliente.

Salário: R$ 4 mil a R$ 6,5 mil

Vendas

Executivo de vendas – tecnologias de mídias digitais

O que faz: responsável pelo relacionamento com clientes de base e também novas contas, com o foco em vender soluções tecnológicas de mídia digital na área de performance e programática, para os mais diferentes canais.

Salário: R$ 16 mil a R$ 30 mil + comissões

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze − quatro =