Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Superior Tribunal de Justiça [STJ] chamou para julgamento o ex-governador Ricardo Coutinho, que sentará no banco dos réus por comandar uma organização criminosa, acusada de desviar mais de R$ 300 milhões da saúde e da educação.

Aconteceu durante o período do governo dele entre 2011 e 2018. A denúncia procede da Procuradoria-Geral da República e vai envolver outros réus, a exemplo do conselheiro Arthur Cunha Lima, ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado.

Tem mais: Gilberto Carneiro, então procurador-chefe do Estado no período do governo Coutinho; Daniel Gomes, operador da Cruz Vermelha; o advogado Diogo Mariz e o ex-deputado estadual Arthur Cunha Lima Filho.

O grupo é acusado de crimes contra a administração pública e corrupção passiva. O ex-governador Ricardo Coutinho chegou a ser preso em dezembro de 2019. Arthur está afastado das funções de conselheiro do TCE.

Contra o ex-presidente do Tribunal de Contas pesa a acusação de recebedor de propina por parte de Daniel Gomes da Silva, em troca da aprovação de contas da Cruz Vermelha no ano de 2012.

O julgamento está previsto para a próxima semana.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

16 − 7 =