Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

A decisão de desistir da disputa ao Senado Federal mesmo com grande número de apoiadores tomada por Aguinaldo Ribeiro (PP), na manhã de hoje, está relacionada ao posicionamento do partido Republicanos, que decidiu apoiar Efraim Filho (União Brasil) para senador e manter apoio a João Azevedo, mesmo que Efraim tenha decidido acompanhar um candidato de oposição.

Aguinaldo reivindicou o direito de não concordar com o posicionamento do Republicanos. “Posso não concordar com um partido que apoia um senador e outro governador. É um direito meu não concordar com uma posição. O que pesou para mim foi a circunstancia de não ter esse processo avançado”, defendeu.

O deputado afirmou que ouviu líderes em âmbito nacional e local antes da decisão. “Ao fazer avaliação tanto local quanto nacional, ouvi gente dizer que me disse que eu nem deveria sair da Câmara. Ouvi o presidente do partido, ouvi várias pessoas para tomar essa decisão”, revelou Ribeiro.

A unidade, para Aguinaldo, foi um ponto que pesou para deixar o cargo de senador livre. “A tranquilidade de não ter uma colcha fragmentada”, justificou.

Confira vídeo

portaldacapita

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 − 11 =