A prefeita da cidade de Conde, Márcia Lucena, não conseguiu sua reeleição e de acordo com a ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), deve continuar cumprindo as medidas que a tornaram famosa.

Mas longe de cumprir as medidas administrativas como gestora municipal. A única “reeleição” que Márcia alcançou foi a manutenção recolhimento noturno das 20h às 05h do dia seguinte e a obrigação de estar em casa nos finais de semana e feriados.

O STJ rejeitou o pedido protocolado pela defesa da prefeita do Conde, Márcia Lucena, para que ela tivesse os benefícios concedidos pela Sexta Turma da Corte ao ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), também investigado na Operação Calvário.

A prefeita não apresentou a cópia da decisão que estabeleceu medidas cautelares. Para a ministra, esse é um “documento imprescindível para examinar a identidade da situação”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × cinco =