Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

O radiotelescópio, financiado pela Fapesp e pela Finep, ficará pronto no próximo ano e haverá a possibilidade de visitação pública agendada. Em entrevista exclusiva ao Correio Debate, na TV Correio, o coordenador do projeto inédito no país, Élcio Abdala, confirmou que o trabalho não para e o Sertão paraibano irá se tornar referência internacional como observatório do céu. As informações são do jornalista da TV Correio, Hermes de Luna, em seu blog.

 

Ele disse que o radiotelespcópio tem como objetivo explorar novas possibilidades na observação do universo a partir do céu brasileiro. O equipamento será instalado em Aguiar, no Sertão paraibano, e a equipe terá base em Cajazeiras, no Alto Sertão.

A proposta é estudar a energia escura e também o fenômeno Fast Radio Bursts [“Rajadas Rápidas de Rádio”, em tradução livre], ainda pouco conhecido. Além disso, entender que o céu pode trazer conhecimentos importantes e estratégicos sobre o que acontece sobre nós, quais fenômenos, que tipo, por exemplo, de satélites, estão passando por aqui. É informação importante para toda a sociedade.

O projeto conta com pesquisadores de países como Brasil, China, África do Sul, Reino Unido, Coreia do Sul, Portugal e França.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

14 − nove =