João Pessoa registrou 5.999 casos de arboviroses no período de janeiro até 28 de junho de 2022. Desse total, 4.684 (78,1%) são casos de dengue, 1.162 (19,4%) de chikungunya e 153 de zika vírus (2,5%). Os dados foram divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) nesta quinta-feira (30).

Os bairros onde há a maior concentração de casos notificados de dengue são: Cruz das Armas (409), Mangabeira (351), Cristo Redentor (287), Bairro das Indústrias (264) e Oitizeiro (227). Já os locais com maior número de casos notificados de chikungunya são: Mangabeira (210), Bancários (105), Castelo Branco (70), Jardim Cidade Universitária (51) e José Américo (46).

 

Em relação aos casos de zika vírus, os bairros com maior número são: Mangabeira (6), Valentina Figueiredo (4), Cristo Redentor (3), Jardim São Paulo (3) e Mandacaru (3).

Disque Dengue

Se a população quiser denunciar focos do mosquito vetor das arboviroses e/ou solicitar uma visita da Vigilância Ambiental, deve ligar para o número de telefone: (83) 3214-7924. O horário de atendimento ao público é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Dúvidas

Para tirar dúvidas sobre os sintomas de arboviroses e saber quando e onde deve procurar assistência médica, as pessoas podem entrar em contato, via Whatsapp, pelo número: (83) 98654-6377. O usuário é atendido por um profissional de saúde que vai dar as orientações necessárias. O canal funciona de segunda a sábado, das 8h às 19h.

Atendimento

Em caso de sintomas mais leves, a população deve buscar atendimento nas Unidades de Saúde da Família (USF) presentes em vários bairros da capital. Em casos mais graves, em que o usuário necessite de atendimento de urgência, o atendimento pode ser feito em uma das quatro UPAs da capital.

Cuidados

A Vigilância Ambiental da SMS orienta que a população deve estar atenta aos cuidados que devem ser seguidos rotineiramente, como descartar o lixo corretamente e evitar deixar objetos que sejam considerados como potenciais para permitir o acúmulo de água e, consequentemente, a proliferação do mosquito.

É importante fechar possíveis depósitos de água como potes, tambores, filtros, tanques e caixas d’água; preencher os pratos de plantas com areia ou lavá-los semanalmente; lavar os bebedouros de animais domésticos; cobrir piscinas; tapar e limpar ralos; manter as calhas sempre limpas; manter os sacos de lixo fechados e secos até seu recolhimento; não jogar lixo em terrenos baldios, entre outros cuidados

f5online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × um =