Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

A Polícia Civil da Paraíba prendeu, nessa terça-feira (30), uma quadrilha acusada de envolvimento em ataques a bancos, principalmente no Rio Grande do Norte. Seis homens foram encontrados em uma casa de luxo no Loteamento Plano de Vida, bairro de Tibiri II, em Santa Rita, na Grande João Pessoa.

A investigação foi desenvolvida pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC) de João Pessoa. O sexteto é suspeito de integrar uma organização criminosa responsável pelo estouro de bancos e roubos a cofres de postos de combustíveis no Rio Grande do Norte, onde já respondem a 10 inquéritos policiais, incluindo o assalto ao Banco do Nordeste.

Submetralhadora e outras armas

Com os seis, foram encontrados três veículos na casa de luxo em Santa Rita, sendo dois deles roubados. Além dos carros roubados, a Polícia Civil da Paraíba apreendeu um arsenal com o grupo criminoso, sendo uma submetralhadora SMT calibre .40; uma espingarda calibre 12; uma pistola calibre 45; carregadores de vários tipos de armas; munições calibre 12, .40 e 45; dois coletes a prova de balas;  sete explosivos prontos para serem detonados; grande quantidade de cordel detonante; dezenas de espoletas para acionamento de explosivos; aproximadamente 30kg de nitrato de amônio (insumo para fabricação de explosivos); roupas camufladas, balaclavas, lanternas, luvas e cabos de aço para amarrar os cofres, celulares e uma pequena porção de maconha.

Ex-funcionários de transportadoras de dinheiro

“Chama atenção o fato de três desses indivíduos serem ex-funcionários de grandes empresas de segurança privada especializadas em transportes de valores, o que indica a possibilidade de recrutamento de funcionários para obtenção de informações privilegiadas sobre os alvos das ações criminosas”, ressaltou Carlos Othon, conforme apurou o ClickPB.

Assaltos no Rio Grande do Norte

A investigação aponta que os indiciados integram uma organização criminosa que atua em sucessivos roubos a instituições financeiras e cofres de postos de combustíveis, utilizando-se de explosivos e armas de grosso calibre. “Um exemplo disso foram os assaltos praticados contra o Banco do  Nordeste e cofres de estabelecimentos às margens das rodovias que cortam as cidades de Macaíba/RN, São Paulo do Potengi/RN, Tangará/RN e região”, destacou o delegado.

Especialista em montar explosivos

O delegado informou, ainda, que um dos presos é um conhecido blaster, responsável pelo manuseio, arranjo, disposição e detonação de explosivos. Outro integrante do grupo tinha mandado de prisão em aberto pelo crime de roubo qualificado.

Tiro na boca

Durante o roubo de um dos veículos apreendidos, ocorrido na zona rural de Eloi de Souza/RN, os criminosos atiraram na boca da vítima. O grupo também é investigado pela Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR-RN) em mais de uma dezena de inquéritos policiais.

Encaminhados ao PB1

Os presos foram autuados pelos crimes de organização criminosa armada, posse ilegal de arma de fogo de uso permitido, posse de explosivo e receptação.

Eles foram encaminhados ao presídio PB1, em João Pessoa, onde permanecem à disposição da Justiça. “A DRFVC segue com o propósito agora de identificar os demais integrantes da ORCRIM e os prováveis alvos/ vítimas no estado da Paraíba”, concluiu o delegado, segundo

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 1 =