Existe uma dúvida grande no PSL se vale ou não a pena ter Bolsonaro em suas fileiras.

O lado positivo é claro: ser o partido do presidente, ter as benesses que isso traz.

Mas ainda há dúvida sobre o tamanho do ônus.

Internamente, muitos dos que ficaram ao lado de Luciano Bivar não querem proximidade alguma com Bolsonaro.

Sabem que suas reeleições serão difíceis, e temem que serão mais ainda se estiverem no mesmo partido do presidente.

E correr o risco de não agradar nem os apoiadores do presidente nem os que se decepcionaram com ele e podem não gostar de ver o PSL recebê-lo de volta.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezessete − 2 =