Você, trabalhador, que vai receber a primeira parcela do 13º salário neste mês de junho, já planejou o que fazer com esse dinheiro extra? Para orientar sobre o bom uso desse bônus, a Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor traz dicas de como utilizá-lo para desafogar o orçamento doméstico.

Para quem ainda não pensou em como usá-lo, o primeiro conselho é avaliar se vale à pena gastar todo o dinheiro extra neste momento. O recomendado é que o consumidor que puder guardá-lo, o faça, se não todo, mas pelo menos uma parte, ainda mais agora, durante a pandemia.

O secretário Rougger Guerra orienta a quem está com dívidas se acumulando que aproveite esse dinheiro para aliviar o orçamento. “Uma dica ao trabalhador é que ele aproveite a primeira parcela do décimo para quitar ou reduzir o volume de contas atrasadas, principalmente se for débito com o cartão de crédito, principalmente tentando renegociar a redução de juros e multas, já que o pagamento pode ser feito de uma única vez. A quitação integral pode vir a ser um acordo mais vantajoso, porém, se todo o valor não puder ser usado dessa forma, uma boa entrada pode deixar o orçamento familiar mais confortável, já que o total da dívida será reduzido”.

Ele lembra que ter uma reserva financeira para os imprevistos é importante. “Saliento que aquele consumidor que não estiver com o décimo comprometido, deve poupá-lo para as emergências. Guardar pelo menos uma parte do abono dará mais tranquilidade”.

Pagamento à vista – Outro conselho é para aquele consumidor que não tem dívidas pendentes, mas precisa de algum bem ou serviço cujo valor está acima do seu orçamento mensal. “Quem necessita adquirir um bem ou realizar um serviço, deve tentar fazê-lo com o pagamento à vista ou dando uma boa entrada em dinheiro. A negociação será muito mais vantajosa e o resíduo pode ser financiado em poucas parcelas”, explicou.

Período junino – Uma outra orientação do titular do Procon-JP é quanto a evitar encontros juninos devido à pandemia provocada pela  Covid-19. “As festas juninas são tradicionais em nosso Estado, mas o importante agora é se proteger, evitando aglomerações. Por isso, a despesa comum que não será realizada nesta época com roupas, sapatos e adereços, além da comida típica, o dinheiro deve ser guardado ou usado para um benefício na casa, por exemplo”.

Como as viagens também não são recomendadas, é outra despesa que pode ser evitada. “As viagens para o interior do Nordeste nesta época do ano são muito aguardadas, mas, também ainda não são aconselhadas. Por isso, é mais uma reserva em dinheiro que pode ser utilizada para investimentos em bens mais duradouros”, pontua o secretário.

Rougger Guerra salienta que o importante é saber o que é mais saudável e seguro neste momento e o dinheiro extra que entrar no orçamento doméstico deve ser bem utilizado, seja para antecipar algumas contas de rotina, seja para poupar ou investir em algo que precise ou deseje.

Atendimentos do Procon-JP

Sede: Avenida Pedro I, nº 473, Tambiá – das 8h às 14h, com agendamento pelo telefone 3214-2849

Orientação e dúvidas: 0800 083 2015

Instagram: @procon_jp

Watsapp: 9 8665-0179

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze + 20 =