Presidentes de 11 partidos fecharam acordo contra a proposta de voto impresso que tramita na Câmara Federal. A decisão foi sacramentada em reunião na manhã deste sábado (27). Os participantes justificaram o argumento de que “o assunto não é prioridade no momento” e o atual sistema de votação é “confiável”. A informação foi divulgada inicialmente pelo site ‘O Antagonista’.

Participaram do encontro virtual os presidentes dos seguintes partidos: PSDB, MDB, PP, DEM, SOLIDARIEDADE, PL, PSL, CIDADANIA, REPUBLICANOS, PSD e AVANTE.

Os dirigentes partidários também defenderam que não haveria tempo para a implementação das mudanças sugeridas.

O presidente da Câmara, Arthur Lira, ainda será avisado.

O voto impresso, nos últimos meses, havia se tornado uma das principais bandeiras do bolsonarismo. O presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, vinha fazendo duras críticas às mudanças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

doze − oito =