Apontado por vários veículos da mídia nacional, como um dos nomes na lista dos cotados para assumir o Ministério da Saúde, após a saída do atual ministro, Eduardo Pazuello, o cardiologista paraibano Marcelo Queiroga, negou que tenha recebido convite ou ter contato com o presidente da República Jair Bolsonaro. A informação é do Blog Conversa Política.

De acordo com o Jornal O Globo, Pazuello alegou problemas de saúde para deixar o cargo e os nomes dos cardiologistas Ludhimila Hajjar e Marcelo Queiroga estariam na lista para assumir a vaga.

“O presidente já me conhece e sabe onde posso ser útil”, afirmou o médico que foi indicado pelo presidente para ocupar uma diretoria na Agência Nacional de Saúde Suplementar. Além disso, o paraibano afirmou que para aceitar o convite, teria que “haver o convite”.

No topo da lista, Ludhimila é esperada para conversar com Bolsonaro ainda neste domingo (17)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito − seis =