O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, anunciou hoje que testou positivo para a covid-19. Ele é o quarto integrante da delegação brasileira que foi para Nova York por ocasião da Assembleia-Geral da ONU (Organização das Nações Unidas) um ser infectado com o novo coronavírus.

Guimarães confirmou o resultado positivo em seu perfil nas redes sociais. O exame foi feito hoje de manhã e, agora, ele ficará em quarentena seguindo os protocolos médicos, disse. Ele informou que estava em isolamento desde que chegou dos Estados Unidos na quarta (22).

O presidente da Caixa disse que já tomou as duas doses de vacina contra a covid-19 e agora começou a tomar “os remédios do protocolo”, sem deixar claro quais medicamentos são esses.

“Na segunda-feira passada realizi um teste e o resultado foi negativo. Não estou com nenhum sintoma e continuarei trabalhando daqui de casa”, escreveu nas redes sociais.

A delegação brasileira que foi para os Estados Unidos agora conta com quatro infectados: Pedro Guimarães, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, que continua em isolamento nos EUA, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente, e um diplomata responsável por ajudar a organizar a viagem.

Hoje mais cedo, uma assessoria de imprensa do Planalto informou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) testou negativo para a covid-19. A primeira-dama, Michelle Bolsonaro, e os ministros Anderson Torres (Justiça), Luiz Eduardo Ramos (Secretaria-Geral da Presidência) e Gilson Machado (Turismo) também disseram ter testado negativo hoje à tarde. Todos estes estiveram na viagem.

Na sexta-feira (24), os ministros Bruno Bianco, da AGU (Advocacia-Geral da União), e Tereza Cristina, da Agricultura, que não estiveram na viagem, confirmaram que estão infectados com o novo coronavírus.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

doze + um =