A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) recebeu, na manhã desta sábado (13), 40 respiradores e 10 monitores que serão utilizados no atendimento aos casos graves da Covid-19. Os equipamentos foram recebidos pelo prefeito Cícero Lucena e o vice-prefeito Leo Bezerra, que estipularam a criação de 24 novos leitos de UTI nesta semana. Com este acréscimo, a Capital vai atingir o número de 150 leitos instalados em um prazo de apenas três semanas.

“Estamos recebendo os equipamentos do Ministério da Saúde e destaco a importância desta parceria. Estamos todos com o propósito de fazer sempre mais. Agradeço mais uma vez a toda a equipe da Secretaria de Saúde, que tem tido imenso esforço e dedicação neste momento difícil. Todo este esforço está sendo compensado porque estamos tendo a capacidade de amenizar o colapso na nossa cidade”, declarou o prefeito Cícero Lucena.

Na próxima semana a gestão deve instalar 24 novos leitos de UTI para tramento da Covid-19, que estarão localizados no Prontovida, no Hospital Santa Isabel e também no Ortotrauma de Mangabeira. Com a ação, o Município atinge a meta inicial de 150 novos leitos de UTI, buscando garantir o atendimento de quem precisar do serviço.

A superintendente do Ministério da Saúde na Paraíba, Eridan Pimenta, afirmou que a cidade tem dado exemplo de como fazer a gestão da crise sanitária. “A Prefeitura tem dado forte contribuição para criação a rede e atuado de forma proativa e dedicada para não deixar nenhum cidadão sem atendimento. O trabalho tem acontecido de forma alinhada e assim temos conseguido atender as urgências que aparecem”, avaliou.

Durante a manhã, o prefeito e o vice-prefeito ainda visitaram o cemitério Santa Catarina, no Bairro dos Estados, onde acompanharam um trabalho de vistoria. “Ser gestor exige um olhar para todos os aspectos e neste momento também estamos atentos aos cemitérios, fazendo um levantamento da situação e permitindo apontar soluções em breve”, afirmou.

O vice-prefeito Leo Bezerra destacou que o trabalho de toda a gestão tem sido 24 horas. “O trabalho é contínuo para atender as necessidades da população e o nosso recado é: se puder, fique em casa e ajude nossos profissionais de saúde a combater este vírus que vem trazendo tantas consequências ruins”, pediu.

Ainda acompanharam a agenda os secretários municipais da Saúde, Fábio Rocha; do Desenvolvimento Urbano, Fábio Carneiro; e do Desenvolvimento Social, Felipe Leitão; os secretários executivos Rossana Sá (Saúde), Ubaldo da Cruz (Sedurb) e Janildo Silva (Comunicação).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × 5 =