Um bebê de oito meses foi encontrado morto na manhã deste sábado (9), em um condomínio residencial no bairro do Bessa, em João Pessoa. Possivelmente a criança foi asfixiada pela própria mãe, uma corretora de imóveis de 32 anos, que teve um surto psicótico.

De acordo com o delegado Ademir Fernandes, que atendeu a ocorrência, a mulher estava na casa de um tio, que sofre de depressão, para auxiliá-lo. Familiares perceberam, no entanto, que ela estava apresentando um comportamento estranho há alguns dias. ”Mas eles não pensaram que ela poderia fazer algo com a criança, que era tudo pra ela”, comentou o delegado.

Por volta das 6h da manhã deste sábado (9), uma parente da corretora a encontrou com a criança nos braços e com um comportamento agressivo. Ela se recusava a entregar o bebê, mas depois acabou cedendo. Foi quando perceberam que a criança estava morta.

A perícia informou que a causa da morte foi asfixia e deve ter ocorrido por volta das 3h da manhã. Não se sabe se a morte foi intencional ou acidental. ”Como ela estava em surto, talvez não tenha percebido que estava apertando a criança com força. A gente não tem como saber o que aconteceu”, disse o delegado.

Ele afirmou que a mulher estava completamente ”fora da realidade” quando foi levada para o Pronto Atendimento em Saúde Mental, localizado no mesmo complexo do Ortotrauma de Mangabeira. Só depois que ela for medicada e estiver estável, a polícia deve tentar colher depoimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − 1 =