Após um ano com a suspensão do calendário, o trabalhador tem a oportunidade de fazer um sorteio tripartite no valor de R$3.000/PASEP. As liberações do abono salarial ainda disponíveis incluem trabalhadores que, por algum motivo, ainda não recuperaram os valores.

Com base na Resolução nº 838, de 24 de setembro de 2019, é garantido ao trabalhador oficial o direito ao PIS/Pasep pelo prazo de cinco anos. No entanto, algumas ressalvas devem ser levadas em conta. Por exemplo, dado o saldo emitido através do calendário que entrou em vigor entre fevereiro e março deste ano, os saques em dinheiro podem ser feitos até o final de 2022.

 

Caso o PIS/Pasep não seja feito nesse período, o trabalhador terá que esperar até a próxima tabela de pagamento do abono salarial. Ao mesmo tempo, a retirada tripartite de R$3.000 consiste nos seguintes valores:

 

  • PIS/PASEP para o Ano Base 2019;
  • PIS/PASEP para o ano-base 2020;
  • Cotas do PIS/PASEP.

 

PIS/PASEP 2020

O PiS/PASEP 2020 faz parte do calendário de pagamento que entrou em vigor entre fevereiro e março deste ano. A liberação tardia do trabalho está ligada aos efeitos da epidemia e à necessidade de transferir o abono salarial para o programa estabelecido com foco na manutenção dos empregos oficiais.

De acordo com informações do Ministério do Trabalho e Previdência Social, cerca de R$ 430 milhões ainda aguardam recuperação. Para sacar o PIS/PASEP 2020, o cidadão deve ter trabalhado por pelo menos 30 dias com carteira assinada no ano de referência. Além disso, a recompensa nesse momento não pode exceder um limite de salário mínimo.

Declaração

 

O trabalhador da base do PIS/PASEP deve ter pelo menos cinco anos. O trabalhador deve manter os dados de trabalho atualizados corretamente na relação anual de informações sociais (RAIS/eSocial). Só então será possível recuperar o abono salarial, que estará disponível até 29 de dezembro de 2022.

 

PIS/PASEP 2019

O PIS/PASEP, cujo ano de referência 2019 é o abono salarial esquecido, também foi chamado. Esse é o saldo divulgado entre o segundo semestre de 2019 e o primeiro semestre de 2020, mas não recuperado pelos trabalhadores no calendário original.

Se você tiver dúvidas sobre quanto benefício será recebido, basta acessar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital para verificar. Agora, para restaurar os valores, você precisa enviar uma solicitação formal da seguinte forma:

Cotas do PIS/PASEP

Enquanto isso, as cotas do PIS/PASEP vão um pouco mais longe. Para obtê-los, você deve ter trabalhado em uma licença de site entre 1970 e 1988 e não ter substituído o abono salarial na época. Os recursos podem ser obtidos até 1º de junho de 2025 por titulares ou dependentes legais.

A liberação foi consolidada, por isso a Caixa Econômica Federal (CEF) é o banco responsável pelo pagamento das cotas do PIS/Pasep tanto para ex-funcionários da iniciativa privada quanto para aqueles que eram servidores públicos na época. Basta ir até a agência mais próxima e fornecer um cartão de identificação com foto para recuperar os valores se você for o titular.

Por outro lado, herdeiros e dependentes devem apresentar todos os documentos que comprovem a morte do trabalhador e a dependência legal do trabalhador. É o caso do vínculo geral do inventário, da certidão de óbito, da declaração do dependente com direito à pensão por morte, da licença judicial nomeada e demais.

Quem pode receber o PIS/PASEP?

Para obter o PIS/PASEP, o trabalhador deve atender a esses requisitos:

 

  • Estar inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos;
  • Trabalho para empregadores que contribuem para o Programa de Inclusão Social (PIS) ou pasep;
  • Recebi, em média, até 2 salários mínimos mensais no ano-base sendo considerado para pagamento;
  • Exercer atividade remunerada por pelo menos 30 dias no ano-base considerado para pagamento;
  • Informe os dados corretamente informados pelo seu empregador na Rais ou eSocial.

 

Por outro lado, eles não têm direito ao subsídio, mesmo que se enquadram nos casos acima mencionados:

 

  • Trabalhadores domésticos;
  • Trabalhadores rurais empregados por indivíduos;
  • Trabalhadores urbanos empregados por indivíduos;
  • Os trabalhadores empregados por um indivíduo são tratados como legais.

 

Valor do PIS/PASEP em 2022

O valor do PIS/PASEP é atualizado anualmente com base no salário mínimo, determinando assim os prêmios a serem pagos mensalmente até que seja possível montar o teto do programa. Nota:

 

  • Um mês: R$101;
  • Dois meses: R$202;
  • 3 meses: R$303;
  • 4 meses: R$404;
  • 5 meses: R$505;
  • 6 meses: R$606;
  • 7 meses: R$707;
  • 8 meses: R$808;
  • 9 meses: R$909;
  • 10 meses: R$1.010;
  • 11 meses: R$1.111;
  • 12 meses: R$1.212;

redebrasilnews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez + 4 =