A sub-PGR Lindôra Araújo encaminhou ao STJ pedido de abertura de investigação sobre as acusações contra desembargadores do Tribunal de Justiça de Goiás, informa o Estadão.

O MPF quer que se apure se os magistrados receberam vantagens indevidas do padre Robson de Oliveira, investigado pelo Ministério Público goiano por supostos crimes de lavagem de dinheiro, apropriação indébita e falsidade ideológica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis − seis =