A revolta com o caso do motoboy que morreu após ser atingido por um motorista em alta velocidade no cruzamento da Avenida Governador Flávio Ribeiro Coutinho com a Miriam Barreto, no Retão de Manaíra gerou um terceiro protesto na tarde desta terça-feira (21), no mesmo local onde a vítima morreu.

Dezenas de motoboys fecharam as vias para protestar por justiça. Eles pedem a prisão do condutor do veículo, Ruan Ferreira de Oliveira, (mais conhecido por Ruan Macário) de 28 anos, que está foragido desde o dia do crime, e que já tevesua prisão preventiva decretada pela 3ª Vara Criminal de João Pessoa.

Após o acidente ele fugiu, deixando toda documentação, e a Polícia Civil também conseguiu um vídeo que mostra além da fuga, o veículo a mais de 160km/h, avançando o sinal vermelho, e em seguida, atingindo o trabalhador que morreu na hora.

Os motoboys também reivindicam mais segurança no trânsito. Os trabalhadores usam cartazes, faixas e panfletos para sensibilizar a população.

A via segue congestionada, com equipes da Semob-JP no local para fazer o direcionamento dos veículos. A manifestação fechou toda a área do Pão de Açúcar e o tráfego segue desviado pela Av. Monteiro da Franca sentido Mag shopping.

Lei Kelton Marques

Após a morte de Kelton, foi apresentado na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 3.125/2021 que visa responsabilizar civilmente a pessoa que provocar acidente com dolo ou culpa e que esteja sob a influência de álcool ou qualquer outra substância psicoativa que altera a capacidade de discernimento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

6 − quatro =