O Ministério Público da Paraíba (MPPB) instaurou inquérito contra o ex-prefeito de Cruz do Espírito Santo, Pedro Gomes Pereira, conhecido como Pedrito, por suspeita de irregularidades com recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). O montante sob suspeita é de R$ 599,9 mil, de acordo com o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Os valores são referentes a prestação de contas da Prefeitura relativa ao exercício de 2014. Conforme a portaria de instauração do inquérito, as irregularidades constam no Acórdão APL-TC – 00289/18, do TCE-PB. O relator foi o conselheiro Fernando Catão.

Os R$ 599,9 mil não teriam sido aplicados na educação do município, além de constarem movimentações suspeitas para contas de terceiros, o que é vedado pela usabilidade dos recursos do Fundeb.

A promotora de Justiça Anita Bethânia Silva Rocha assina a portaria que autoriza a investigação contra Pedrito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − dois =