A Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec) se reuniu na quinta-feira(1) para avaliar o uso de quatro tecnologias para tratamento de pacietnes com covid-19: as vacinas da Fiocruz e da Pfizer/Wyeth, o medicamento caririvimabe + imdevimabe, o procedimento de Oxigenação por membrana extracorporal (ECMO) para pacientes com síndrome respiratória aguda grave e as Diretrizes Brasileiras para Tratamento Hospitalar do Paciente com covid-19. A avaliação dessas tecnologias é uma demanda do próprio Ministério da Saúde.

O parecer da Saúde, divulgado pela Folha de S.Paulo, contraindica cloroquina, azitromicina e outras drogas a pacientes internados com covid-19. É a primeira vez que a Conitec analisa tratamentos para a covid; até então, ministério tinha um documento com “orientações” sobre o uso de cloroquina.

O documento não recomenda o uso de medicamentos como a hidroxicloroquina, cloroquina, azitromicina, ivermectina e outros, como o remdesivir, para tratamento de pacientes hospitalizados com Covid-19.

A previsão é de que o documento seja colocado em consulta pública na próxima semana por 10 dias. O uso de medicamentos sem eficácia comprovada, como a cloroquina, é defendido publicamente pelo presidente Jair Bolsonaro e tem sido alvo da CPI da Covida, no Senado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × quatro =