Em um jogo marcado por faltas e tensão dos dois lados, Brasil vira o jogo e vence a Espanha na final das Olimpíadas de Tóquio 2020, neste sábado (07), por 2 a 1, na prorrogação e conquista a medalha de ouro. O placar foi aberto com o gol do paraibano Matheus Cunha. Outro paraibano na seleção é o goleiro Santos. A seleção é bicampeã.

No tempo regulamentar, Brasil e Espanha terminaram em 1 a 1. E os times seguiram para a prorrogação de dois tempos de 30 minutos. O gol do Brasil saiu apenas no segundo tempo após Malcon substituir Matheus Cunha e balançar a rede.

No primeiro tempo regulamentar, Matheus Cunha sofreu um pênalti após o goleiro sair para defender. No entanto, o jogador Richardson, responsável por marcar, não conseguiu converter e perdeu ao jogar a bola para fora como acompanhou o ClickPB. Já no início do segundo tempo, a Espanha empatou. O técnico fez algumas alterações.

O pênalti aconteceu após a cobrança de falta, o goleiro da Espanha saiu de forma descontrolada e atropelou Matheus Cunha. Depois da revisão no VAR, o árbitro marcou pênalti. Já em relação do gol, que aconteceu no final do primeiro tempo, começou quando Claudinho cruzou, Daniel Alves evitou a saída da bola pela linha de fundo e, após brigar com dois zagueiros, o paraibano balançou as redes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × um =