O paraibano Hulk foi apresentado no Atlético-MG nesta sexta-feira (5). Na apresentação, o atacante pediu a palavra e enalteceu o time que o recebe, citando ídolos e reforçando que deseja marcar o nome na galeria de grandes jogadores do Alvinegro.

Por diversas vezes na coletiva, falou em ser campeão, principalmente do Campeonato Brasileiro.

“Antes de vestir essa camisa, esse manto, quero lembrar dois grandes ídolos, Reinaldo e Éder. Pegar como exemplo para fazer um grande trabalho e, no futuro, ser ídolo também, conquistando títulos.”, disse Hulk.

“Claro que eu venho com essa intenção de também construir minha história aqui, como em outros times que passei. O Ronaldinho Gaúcho é um fenômeno. Eu tive a oportunidade de jogar com ele na Seleção, e ele honrou essa camisa, foi campeão da Libertadores, um titulo muito importante. Onde eu passei, eu consegui ser campeão, aqui não vai ser diferente. Eu sei que faz alguns anos, algumas décadas mesmo, que o Atlético não é campeão brasileiro. E eu tenho vontade de realizar o desejo de todos, pode ter certeza que eu vou buscar isso junto com meus companheiros.”, disse Hulk.

Hulk volta ao futebol brasileiro aos 34 anos como grande reforço do Atlético. E quer fincar raízes. Assinou contrato de dois anos no clube mineiro. Foram mais de 15 anos entre Ásia e Europa. Saiu cedo, aos 18 anos, após apenas dois jogos como profissional no Brasil.

“Fiz dois jogos como profissional. Sai muito jovem daqui. E, agora, chegar como atleta de sucesso, humildemente falando. Chego com experiência e desejo de menino para buscar todos os títulos”, disse Hulk.

“Eu tive a oportunidade de conversar com o Sampaoli, claro que você tendo a oportunidade de trabalhar com grande treinador isso agrega muito. Eu já tive a oportunidade de enfrentar o Sampaoli algumas vezes na Seleção. E sempre que a gente jogava contra o Chile, era muita dificuldade, é um time que tecnicamente estava muito bem montado. É um treinador que experiente e tenho certeza que vou aprender muito com ele. Pode contar comigo que vou dar meu melhor.”, disse Hulk.

“Onde cheguei, consegui manter número alto de gols e assistências. Trabalharei bastante, irei me cuidar para estar no melhor nível aqui no Galo. Ser artilheiro ou não… Prefiro ser campeão e ganhar, principalmente, o Brasileiro.”, contou.

Hulk e Atlético tiveram o primeiro contato no primeiro semestre de 2020.

“Primeira conversa foi há sete meses. Falaram com o Nuno, meu empresário, que queriam apresentar um projeto. Só que a gente falou que a gente ia esperar um pouco, que eu estava focado nas competições na China. Depois que acabaram as competições, que eu tava de férias, retomamos as conversas. Graças a Deus, chegamos a um acordo, um projeto que eu sempre falo, um projeto excepcional. Com certeza, vai ser assim para outros jogadores que estão para chegar para unirmos as forças e darmos o melhor.”, falou o atacante.

Hulk só poderá ser utilizado pelo técnico Jorge Sampaoli no Galo a partir de 28 de fevereiro, quando começará o Campeonato Mineiro – o Atlético estreia contra a URT. Ele não pode ser mais inscrito nesta reta final de Série A.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

catorze − 14 =