O paraibano DJ Ivis foi preso, nesta quarta-feira (14), após agressões à ex-esposa. Conforme, o governador do Ceará, Camilo Santana, informou que foi comunicado pelo secretário de Segurança do Estado sobre a prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. O caso ganhou repercussão nacional após a divulgação de vídeos em que ele aparece espancando a mulher de 27 anos, na frente da filha de 9 meses.

No último domingo, Pamella publicou vídeos nas redes sociais em que leva chutes, socos e puxões de cabelo. Ela fez BO em 3 de julho na delegacia da cidade de Eusébio, na Grande Fortaleza. O delegado adjunto do distrito que investiga o caso, Tarso Facó, informou sobre o novo exame nesta quarta-feira (14), quando mais uma testemunha do caso foi ouvida.

Pamella saiu do primeiro depoimento, na segunda-feira (12), com a documentação necessária para que, em 30 dias, um novo exame seja realizado com relação às agressões, de acordo com Facó.

Após o caso, diversos outros relatos de violência e agressões contra colegas de trabalho também começaram a surgir sobre o comportamento do músico. No meio artístico, ele já era conhecido por ser arrogante e agressivo com produtores, compositores e equipe.

A prisão preventiva havia sido solicitada na última segunda-feira (12) pela Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. “Que responda pelo crime cometido”, disse o gestor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × 4 =