Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Um caso assustou os vizinhos de Martha Maria Lopes Pontes, de 77 anos, moradora de um apartamento de alto padrão na avenida Rui Barbosa, no bairro do Flamengo, zona sul do Rio. Ela e a diarista, a paraibana Alice Fernandes da Silva, de 51 anos, forma encontradas degoladas, na tarde da última quinta-feira (9). O corpos foram descobertos depois de um incêndio no local. A idosa foi encontrada carbonizada.

De acordo com Cássia Prudente, amiga da família de Alice, a diarista morreu tentando defender a patroa dos agressores: “Ela era uma mulher muito amada por todos. Todo mundo tá sentindo muita falta dela. Ela era do Nordeste, da Paraíba. Ela era uma pessoa que não tinha medo de lutar e com certeza ela foi defender e reconheceram ela”.

“Minha mãe provavelmente viu eles [suspeitos] agredindo ela [dona Martha] e foi para cima para defender…”, disse o filho de Alice, Diogo Fernandes.

O filho da diarista disse que a mãe trabalhava para Martha havia 20 anos e que as duas mantinham uma relação de carinho. Afirmou ainda que desconfia que o crime foi premeditado.

Ainda não não se sabe o que teria motivado os crimes. O apartamento ficou destruído depois do incidente e as autoridades investigam se o incêndio foi criminoso.

Imagens das câmeras de segurança do prédio são analisadas por policiais e dois homens usando boné e máscara foram vistos entrando no edifício por volta das 13h30 do dia do crime. Um dos suspeitos foi preso nesta sexta (10) pela Polícia Civil do Rio. Ele foi localizado na comunidade Acari, Zona Norte.

f5online

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco + seis =