Nenhum feminicídio foi registrado no mês de julho, na Paraíba. De acordo com Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), da Polícia Civil, sete mulheres foram assassinadas em julho de 2021, mas nenhum caso está sendo investigado como feminicídio. Os dados foram solicitados via Lei de Acesso à Informação.

Pelo menos desde de 2019, período em que o G1 começou a acompanhar, mês a mês, os números de feminicídos registrados na Paraíba, o estado zerou as estatísticas. Em todos os meses de 2019 e 2020, pelo menos um feminicídio foi registrado.

Em todo o ano de 2021, de janeiro a julho, 17 feminicídios já foram registrados, sendo abril e junho os que apresentam maior quantidade de casos, com quatro cada um. Além disso, 29 mulheres já foram assassinadas em casos investigados como homicídio doloso.

Apesar do número positivo no mês de julho, o acumulado do ano não fica muito atrás de 2019 e 2020. De janeiro a julho de 2019, 18 casos de feminicídio foram registrado. O mesmo número também foi registrado em 2020, no mesmo período.

Dados do semestre

Mais de 43% das mulheres assassinadas na Paraíba nos primeiros seis meses de 2021 foram mortas por seus companheiros ou algum familiar, sendo os casos investigados como feminicídios. Foram 22 mulheres assassinadas cujos casos foram considerados como homicídios dolosos, dois latrocínios e 17 feminicídios registrados, totalizando 41 mulheres assassinadas de janeiro a junho de 2021.

No mês de junho foram nove mulheres mortas, sendo cinco homicídios e quatro feminicídios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze − onze =