O Estado da Paraíba está com uma situação segura em relação ao estoque de “kit de intubação”. No entanto, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros, informou que a pasta mantém o monitoramento desses produtos. Ele atribui a situação também a redução na ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que é um reflexos, segundo apontou, das ações restritivas adotadas de forma mais intensa nos últimos dois meses.

Geraldo Medeiros destacou, em conversa ao ClickPB, que a Paraíba é o segundo estado do Brasil com menor ocupação dos leitos de UTI. “Isso nos permite dar uma segurança em relação ao estoque de medicamentos – bloqueadores neuromusculares, sedativos – em função de um declínio no consumo devido a uma menor ocupação nos leitos de UTI adultos”, comentou.

 

Ainda de acordo com o secretário, a Paraíba dispõe de um estoque de kit de intubação para 20 dias, mas ressaltou que o Ministério da Saúde recebeu, na quinta-feira (15), mais de 2,3 milhões de kits de intubação. “Consequentemente, a partir desta próxima semana, nós teremos a distribuição desses kits de intubação a todos os estados”, afirmou.

Ao todo, a Paraíba vai receber 32.882 medicamentos do kit intubação, sendo 375 de Fentanila, 6.131 de Propofol, 20.098 de  Midazolam e 6.278 de Cisatracúrio, conforme uma planilha divulgada pelo Ministério da Saúde. Ao contrário da Paraíba, estados como São Paulo, Rio de Janeiro e outros nove estão com o nível crítico em relação aos kits de intubação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

10 + 3 =